Grávida de gêmeos em repouso se surpreende ao ganhar ajuda especial para montar enxoval dos filhos

Tássia Camargo não pode sair de casa, por causa da complicação da gestação e não teria conseguido deixar tudo pronto para os bebês sem a colaboração de Fernanda Drumond

Resumo da Notícia

  • Tássia fez fertilização in Vitro, ocorrendo complicações e precisou ficar em absoluto repouso
  • A amiga Fernanda a ajudou no enxoval, a decoração do quarto e fazia bolo toda semana
  • Fernanda ficou conhecida como "Tia bolo"
  • Tássia estava grávida de um casal de gêmeos

Fernanda Drumond ajudou a amiga Tássia Camargo, de 35 anos, no enxoval e a preparação do quarto na gestação do casal de gêmeos. Tássia não pode sair de casa devido as complicações na fertilização in Vitro e não teria conseguido deixar tudo pronto para a chagada dos bebês sem o apoio da sua parceira. Essa situação aconteceu, em 2017, no município de Cuiabá, no Mato Grosso, demorando meses para deixar tudo arrumado para o nascimento e a ajudante ficou conhecida como “tia”.

-Publicidade-
Com a ajuda durante a grávidez a Fernanda ganhou o apelido de “tia”.(Foto: Reprodução/G1/Arquivo Pessoal)

“Na época, Fernanda foi desligada das funções na empresa e passou a me ajudar nas coisas que eu não podia fazer, como ir comprar as coisinhas do enxoval. Ela mandava as fotos e eu escolhia as roupas. Ela também me ajudou a decorar o quartinho dos bebês, já que eu não poderia nem pensar em subir na escada”, disse a mãe ao G1.

As amigas se conheceram em uma escola de cursos técnicos na cidade e já trabalhavam, em 2013. Depois a Fernanda decidiu fazer a Fertilização in Vitro (FIV), com 22 semanas de gravidez, Tássia foi diagnosticada com Insuficiência Istmocervical (IIC), que pode causar abortos prematuros. A indicação do médico foi repouso absoluto

Durante a gestação, Fernanda ajudou a organização do enxoval, o quarto dos bebês e fazia bolo toda semana por causa do desejo insaciável de Tássia, ficando conhecida com o apelido carinhoso de “Tia bolo” e a amiga já a considera parte da família.

“É uma tia que não é de sangue, mas é de coração. Nesse dia do amigo, quero agradecer a ela por todo o apoio no momento mais difícil da minha vida. Nunca vou esquecer do que ela fez por mim”, contou Tássia.