Grávida descobre tipo raro de câncer depois de reclamar de estrias

O caso aconteceu em Toronto, no Canadá

Resumo da Notícia

  • Uma mulher de 27 anos descobriu um tipo raro de câncer
  • Ela estava na 32ª semana de gestação
  • A gestante mora em Toronto, no Canadá

Uma mulher de 27 anos, reparou que algumas estriar roxas surgiram na barriga e quando foi ao médico, descobriu um tipo raro de câncer. O caso aconteceu em Toronto, no Canadá e publicado no New England Journal of Medicine. Com 32 semanas de gestação, ela deu entrada no hospital e relatou que havia piorado a fraqueza muscular proximal, estrias e pletora facial por vários meses.

-Publicidade-

O exame físico mostrou estrias violáceas sobre o abdômen, mamas e coxins adiposos dorsal e supra clavicular. A primeira hipótese, era de que ela estava com a Síndrome de Cushing, uma condição que acontece quando o corpo fica exposto a uma quantidade exagerada do hormônio cortisol, essa quantidade pode vir do uso dos esteroides ou pelo mau funcionamento das glândulas suprarrenais.

Um exame de ultrassonografia abdominal, realizado como parte da avaliação para síndrome, revelou uma massa adrenal direita com 7 cm de comprimento em sua maior dimensão. A mulher também foi diagnosticada com diabetes e hipertensão.

Ela precisou ser medicada para controlar a pressão arterial e deu à luz um bebê saudável, segundo o prontuário médico, ele nasceu pesando 2 quilos 890 gramas. Após o parto, ela precisou realizar uma tomografia e os exames de imagem revelaram que ela tinha uma massa 6,8 cm em sua maior dimensão.

Os médicos pensaram que a “massa”, era na verdade um achado sugestivo de carcinoma adrenal, ou seja, um tumor maligno e agressivo que pode causar fraqueza muscular, ganho de peso e náuseas. A decisão da equipe médica, foi de retirar uma das glândulas suprarrenais da mãe. Depois que as análises ficaram prontas, foi constatado que era mesmo uma célula cancerígena, mas que felizmente não tinha sinais de metástase, ou seja, ela não havia se espalhado.