Grávida perde bebê após motorista de aplicativo se irritar com sangue nos bancos

Daiany Franco, de 31 anos, estava com 13 semanas de gestação. A mulher e a mãe tentavam ir para o hospital quando o homem pediu para que elas deixassem o veículo

Resumo da Notícia

  • Uma grávida perdeu o bebê depois de um motorista de aplicativo  se recusar a seguir viagem até o hospital
  • Daiany Franco, de 31 anos, estava com 13 de semanas de gestação
  • A história aconteceu em São Paulo, na última segunda-feira, 24 de agosto

Uma grávida perdeu o bebê depois de um motorista de aplicativo se recusar a seguir viagem até o hospital. Daiany Franco, de 31 anos, estava com 13 de semanas de gestação quando um sangramento a deixou em alerta e ela resolveu ir o mais rápido possível até o pronto-socorro. A história aconteceu em São Paulo, na última segunda-feira, 24 de agosto.

-Publicidade-
As imagens foram flagradas pelas câmeras do posto (Foto: Reprodução / R7)

Quando percebeu o sangue, Daiany avisou a mãe para pedir um carro de aplicativo e levá-la até o hospital. No meio da viagem o motorista percebeu a situação e disse que “se o banco do carro manchasse elas teriam que pagar”. Passados alguns minutos, o homem desistiu de seguir até o destino e deixou as duas em um posto de gasolina.

Daiany perdeu o bebê (Foto: Reprodução / R7)

A câmera de segurança do local flagrou o momento em que a gestante e a mãe foram deixadas no posto. Daiany é vista visivelmente com dor, enquanto a mãe os frentistas tentam ajudar. Logo a Polícia Militar aparece e leva as duas para o hospital, onde a grávida foi submetida a uma uma cirurgia. Os médicos constataram que o bebê não tinha sobrevivido e, segundo Daiany, em entrevista ao R7, a situação poderia ter sido evitada se o socorro tivesse sido mais rápido.

-Publicidade-

-Publicidade-