Haja tempo! Mãe leva 4h para organizar brinquedos dos filhos e foto divide opiniões

A mulher compartilhou uma foto brinquedoteca das crianças e foi criticada por outros pais nas redes sociais

Resumo da Notícia

  • A mãe foi criticada por permitir que filhos tenham muitos brinquedos
  • Ela disse que demorou 4h para limpar a brinquedoteca
  • Alguns internautas elogiaram o trabalho da mãe

Na Austrália, uma mãe decidiu compartilhar uma foto da bagunça dos filhos na brinquedoteca e, foi criticada por outros pais nas redes sociais. O motivo dos comentários foi por ela dar para as crianças brinquedos demais, o que fez ela levar quatro horas para organizar os brinquedos.

-Publicidade-
Mãe é criticada por permitir que filhos tenham muitos brinquedos (Foto: Reprodução / DailyMail)

A mãe, que tem dois filhos,  de 4 e 5 anos, postou duas fotos da sala. Uma em que vários brinquedos estavam espalhados e outra do local arrumado. Foi então, que muitos pais começaram a opinar sobre a quantidade de brinquedos das crianças. “Três palavras: muita, muita coisa”, disse uma mãe. “É tão fácil juntar essas coisas e é ruim para o planeta. Nós realmente não precisamos de tanto assim”, disse outra.

Enquanto uns criticavam a mãe pela quantidade de objetos, outros elogiaram o trabalho da mãe, já que o quarto estava com brinquedos por todo lado. “Uau, você foi muito bem, talvez as crianças precisem diminuir alguns de seus brinquedos para que você não tenha um trabalho tão grande da próxima vez”, disse um. “‘Ótimo trabalho, eu costumava guardar metade das minhas coisas e depois trocá-las a cada duas semanas”, disse outra mãe.

Brinquedos desorganizados? Não mais!

Embora a gente saiba que nem sempre é uma tarefa fácil manter tudo no lugar, separamos 8 dicas que são superfáceis e vão te ajudar, de uma vez por todas, a criar um método de organização para arrumar os brinquedos das crianças. 

A importância do brincar (Foto: ShutterStock)

1. Planejamento é a chave 

Pense que crianças crescem rápido! Quando for preparar um espaço para guardar os brinquedos do seu filho, lembre-se que em pouco tempo ele mesmo poderá fazer isso com a sua supervisão e, depois, sozinho. Ou seja: planeje algo que a criança possa ter certa autonomia mais para frente. “A mesma regra se aplica à decoração: pense em temas e cores que façam sentido quando seu filho for mais velho”, explica Naeemah Ford Goldson, organizadora profissional, mãe de duas crianças e fundadora do “Restore Order” em Atlanta. 

2. Espaços vazios são necessários 

Pensou e planejou tudo? Hora de colocar a mão na massa! Durante a organização, resista ao impulso de encher todos os cantos com os brinquedos que seu filho usa: deixar espaços vazios é fundamental. Jessica Litman, mãe de dois e fundadora do “A Mãe Organizada”, que fica em Chicago, aconselha: “Tente preencher apenas um terço do quarto”. Pode confiar, ele não vai ficar vazio por muito tempo. 

3. Cada coisa no seu lugar 

Se você tem dois (ou mais) filhos de idades diferentes usando o mesmo espaço para brincar e guardar os brinquedos, a organização precisa funcionar de uma maneira diferente. Objetos pequenos e que podem asfixiar as crianças mais novas devem permanecer em caixas fechadas e em lugares mais altos, de difícil acesso. Outra dica: “Você também pode designar uma cor para cada criança, assim elas sabem o que podem pegar”, conta Jessica Litman. 

4. Crie categorias

Antes de tudo, vale fazer uma faxina e ver quais brinquedos não são mais usados para serem descartados, arrumados ou doados. Feito isso, o próximo passo é agrupar os itens que são semelhantes em categorias. Agora que você sabe exatamente tudo o que tem na sua casa, é hora de comprar caixas e cestos para organizar e guardar tudo. “As pessoas fazem essas compras antes de ter noção do que realmente têm em casa, esse é o maior erro”, explica Ría Safford, criadora do RíOrganizer. Fica a dica! 

5. Cada coisa no seu canto

Os objetos e brinquedos que fazem sentido e são usados juntos devem continuar juntas. Por exemplo: livros de desenhos, canetinhas, lápis de colorir vão todos para a mesma caixa. Areias sensoriais, massinhas e coisas semelhantes também vão para ela. 

(Foto: Shutterstock)

6. Para cada idade e tamanho

Para cada idade, um brinquedo de tamanho, material e função diferente. Os usados por crianças mais novas geralmente são maiores, por isso podem ficar em caixas grandes também. Para facilitar a organização, separe-os em categorias de “bichos de pelúcia”, “educativos” e por aí vai. Caso você tenha uma criança mais velha com brinquedos mais cheios de detalhes, pense da mesma forma adaptando à necessidade de cada um. Casas de brinquedo e outros objetos maiores podem compor a decoração e ficar espalhados pela sala de maneira organizada.

7. Pense no conforto

Quando falamos de brincar com os filhos dentro de casa, é preciso pensar no conforto de toda a família. Afinal, não é uma missão fácil passar horas e horas sentado no chão ou encolhido em uma cadeira desconfortável. Na hora de planejar o cômodo oficial das brincadeiras, lembre-se de incluir sofás, pufes, tapetes macios e bancos que sejam usáveis por todos – do filho mais novo ao avô.

8. Dicas de ouro

Hora de colocar na prática tudo o que você leu. Veja o que você pode fazer com alguns itens do quarto de brinquedos do seu filho:

Fantasias

  • Pendure-as em um varal ao longo do quarto
  • Crie um “camarim instantâneo” usando ganchos de adesivo e um tecido
  • Use um cesto para guardá-las dentro do armário caso você prefira manter as fantasias escondidas

Materiais de arte

  • Use porta-lápis de tamanhos e cores diferentes para separá-los (um para lápis de cor, outro para canetinhas e por aí vai)

Peças de LEGO

  • Arrume-os em caixas transparentes
  • Use bandejas para colocar projetos e construções em andamento. Assim você consegue movê-los de lugar sem desmontar tudo