‘Hepatite misteriosa’: estão sendo estudados 47 casos suspeitos da doença no Brasil

Atualmente no Brasil foram 58 possíveis casos notificados pela Secretaria da Saúde, sendo 11 descartados e 47 confirmados

Resumo da Notícia

  • Atualmente no Brasil foram 58 possíveis casos notificados pela Secretaria da Saúde
  • Sendo 11 deles descartados e 47 confirmados, conforme órgãos da saúde
  • Segundo a OMS são 429 possíveis casos pelo mundo

Os números de casos da ‘hepatite misteriosa’ subiu para 47. A doença tem uma causa desconhecida no Brasil, o que preocupa os especialistas da área da saúde. Há uma semana, eram 28 casos registrados da doença.

-Publicidade-

Atualmente o Ministério da Saúde recebeu 58 notificações de 11 estados diferentes. O secretário executivo do Ministério da Saúde, Daniel Meirelles Pereira, afirmou ao veículo Folha que os profissionais ainda estão na fase de entender o que é essa hepatite, “O grau de alerta é o de vigilância” disse.

Hepatite 'misteriosa': Brasil investiga 16 possíveis casos da doença
Hepatite ‘misteriosa’: Brasil investiga 47 possíveis casos da doença (Foto: iStock)

Na última quarta-feira, 18 de maio, foram 14 casos em análise em São Paulo, 8 casos em Minas Gerais, 5 no Rio Grande do Sul, 4 no Rio de Janeiro, 4 em Pernambuco, 3 no Mato Grosso do Sul, 3 em Santa Catarina, 2 no Paraná, 2 no Espírito Santo, 1 no Maranhão e 1 em Goiás.

As crianças tem em média, uma faixa etária de 7 anos e a idade varia dos 8 meses aos 16 anos. 54% dos 45 casos monitorados são meninos.

Casos pelo mundo e sintomas

A maioria dos infectados com a ‘hepatite misteriosa’ apresentam febre, icterícia, vômito, diarreia, dor abdominal, urina escura e em alguns casos, branca (se a criança é saudável). Os sintomas seriam de uma hepatite já conhecida, se não fosse por dois pontos, o motivo e a não informação sobre o vírus, pois em nenhum dos casos não são os vírus da hepatite A, B, C, D e E e nem casos de hepatite por intoxicação e medicamentos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já refrisaria 429 casos possíveis da doença em 22 países, e dentre esses números, 26 crianças precisam de um transplante de fígado. Uma hipótese da comunidade médica é a relação entre uma família de vírus chamada adenovírus.

A maioria das crianças registradas com hepatite tem menos de 10 anos
A maioria das crianças registradas com hepatite tem menos de 10 anos (Foto: Getty Images)

Também foi descartada a relação da doença com a vacinação contra a Covid-19, segundo a OMS. Inclusive, na maioria dos casos as crianças contaminadas pela ‘hepatite misteriosa’ não foram vacinadas.