Hepatite ‘misteriosa’: OMS atualiza número de casos e diz que doença está em 33 países

A OMS atualizou os números de casos e na maioria dos casos, os infectados são crianças menores de 6 anos e do sexo feminino

Resumo da Notícia

  • Os números sobre casos de hepatite misteriosa aumentam
  • OMS divulga que a doença já está em 33 países
  • A maioria dos infectados são do sexo feminino e tem menos de 6 anos

Segundo informações da revista Veja, o número de mortes pela hepatite misteriosa subiu de nove para dezoito conforme dados divulgados pela OMS até o dia 22 de junho. Em questão mundial, o número de casos foi de 650 para 920 e 33 países já tem registros sobre essa doença.

-Publicidade-

Conforme a OMS, dos 920 casos, 45 vão ter que receber transplante de fígado, sendo 5% das crianças afetadas. E dos 422 casos com mais informações, 52% são meninas e mais da metade tem menos de 6 anos.

A suspeita é de que os casos tem ligação com o adenovírus, que causa inflamação gastrointestinal. Ainda está sendo feito um estudo para saber se há ligação com algum vírus da COVID-19, porém, segundo a OMS, não há nenhum vínculo com os dois tipos de vírus.

Hepatite 'misteriosa': Brasil investiga 16 possíveis casos da doença
Hepatite ‘misteriosa’: Brasil investiga possíveis casos da doença (Foto: Istock)

Entenda a Hepatite

O que é hepatite?

Hepatite é o nome dado a uma inflamação que acomete o fígado e causa lesões no tecido do órgão. Essa infecção afeta, principalmente, o funcionamento dele e pode ser classificada de duas formas: aguda (quadro em que o processo inflamatório apresenta sintomas com duração inferior a seis meses) e crônica (quando os sintomas perduram por seis meses ou mais). Ela pode ser desencadeada por vírus, bactérias ou parasitas. Existem cinco tipos de hepatite causadas por vários vírus, denominadas A, B, C, D e E:

  • A e E: a transmissão do vírus acontece por meio do contato com água ou alimentos contaminados pelas fezes de outro portador da hepatite. Quando falamos de Hepatite E, o ponto de partida do contágio pode ser o consumo de carne de porco e veado mal cozidas ou mariscos
  • B, C e D: aqui, só é possível se infectar com o vírus desses três tipos de hepatite entrando em contato com o sangue de uma pessoa infectada. Nos casos de B e D, a transmissão também acontece após o contato de fluidos corporais (como no sexo sem proteção ou compartilhamento de agulhas)
No início de abril, a Organização Mundial da Saúde foi notificada que dez casos de hepatite aguda com causa desconhecida em crianças no Reino Unido, todas elas sem nenhum tipo de enfermidade
No início de abril, a Organização Mundial da Saúde foi notificada que dez casos de hepatite aguda com causa desconhecida em crianças no Reino Unido, todas elas sem nenhum tipo de enfermidade (Foto: Getty Images)

Além dos tipos de hepatite causados por vírus, existem outros dois que possuem causas diferentes e não possuem a infecção viral como causadora da doença. São elas:

  • Hepatite alcoólica: surge após o consumo excessivo de alcool
  • Tóxica: desencadeada por alguns tipos de veneno, produtos químicos, medicamentos ou suplementos
  • Autoimune: pode estar associada à genética, ainda que não existam causas comprovadas cientificamente

Sintomas de hepatite

Os sintomas de hepatite variam de acordo com o que causou a doença. Em quadros agudos, os sinais do problema podem aparecer entre 2 semanas a 6 meses após a infecção. Em casos crônicos, é possível que o paciente não apresente nenhum tipo de sintoma até muitos anos depois que essa infecção acontecer. Propriamente falando, os sinais comuns de hepatite no corpo são:

  • Febre;
  • Fadiga;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e/ou vômitos;
  • Dor abdominal;
  • Urina escura;
  • Movimentos intestinais cor de barro;
  • Dor nas articulações;
  • Icterícia, amarelecimento da pele e dos olhos.