Herói! Pai entra em ônibus em chamas para salvar a vida dos filhos

Pai salva filhos de ônibus em chamas e acaba com queimaduras de terceiro grau

Resumo da Notícia

  • Pai salva filhos de um incêndio
  • Ele entrou no ônibus em chamas para buscar as crianças
  • Ele e mais membros da família ficaram com queimaduras de terceiro grau

Kyle Copeland, pai de Krew, de 4 anos, de Emree, de 6, de Kade, de 10 e de Pepper, de 12, é um ex-oficial de Inteligência da Força Aérea dos EUA, e recentemente, publicou no Instagram fotos das consequências da explosão que afetou a família no dia 26 de dezembro de 2021.

-Publicidade-

Kyle e a esposa, Whitney, decidiram viver dentro de uma ‘casa móvel’, que na realidade era um ônibus que eles transformaram, com os 4 filhos, em agosto do ano passado. A família Copeland tem uma página no Instagram em que mostram as aventuras que vivem. Quatro meses depois de começaram a jornada, no entanto, ocorreu o acidente que inclusive, os deixou desabrigados.

Pai entra em ônibus em chamas para salva a vida dos filhos
Pai entra em ônibus em chamas para salva a vida dos filhos (Foto: reprodução Instagram)

O casal estava estacionando o ônibus do lado de fora quando Emree desceu e disse que o aquecedor estava fazendo barulho. Nesse momento, a casa móvel explodiu em uma bola de fogo com dois dos quatro filhos dentro, e pior, do outro lado do veículo. As chamas foram tão exorbitantes que puderam ser vistas a cinco quilômetros do local da explosão.

Kade conseguiu escapar pulando da janela, e Emree já estava do lado de fora, portanto, não tiveram ferimentos graves. Os mais afetados foram os filhos Krew e Pepper, e o pai, Kyle, que descreveu o incêndio como “um olhar direto para o inferno”, em entrevista ao jornal UPSOCL. Pepper, a irmã mais velha, teve mais de 52% do corpo queimado, e passou por 32 cirurgias até agora, enquanto Krew, o irmão mais novo, ainda está se recuperando das queimaduras nas mãos, nos braços e no rosto na casa temporária em que a família está hospedada.

“Sou grata novamente por nossos filhos não terem que trilhar o caminho da recuperação sozinhos. Ele é o pai que os tirou e o pai que os fará passar por essa tragédia, ao lado deles. Tenho plena confiança em seu papel de proteger e liderar”, completou Whitney, esposa de Kyle.

O ônibus chegou a explodir
O ônibus chegou a explodir (Foto: reprodução Instagram)

Kyle não pensou duas vezes antes de entrar no ônibus em chamas após o veículo entrar em combustão devido à uma explosão com gás propano. “Ele diz que sabia que não poderia decepcioná-los e que tinha que tirá-los ou morreria tentando. Kyle pegou Krew em seus braços. Em seguida, virou-se para Pepper, que ficou atordoada. Quando ele a agarrou, ela estava muito relutante e começou a empurrá-lo. Ela pensou que Kade ainda estava dentro”, notou Whitney. Ele foi entubado e sedado por quatro dias antes de poder falar com a esposa, que disse: “Kyle está se curando. Suas mãos e pescoço aceitaram os enxertos retirados de sua coxa e os médicos estão muito felizes com a aparência dele”.

Whitney também sofreu queimaduras nas mãos por ter ajudado o marido e filhos a sair do ônibus e também, por apagar as chamas de Pepper. Ela puxou a família para longe do incêndio e um minuto depois, veio a explosão. “Dentro de 1 minuto após Kyle sair do ônibus, a primeira explosão aconteceu. Se Kyle tivesse hesitado, não teria funcionado. Só sei que o resultado teria sido muito pior”, relatou Whitney. Kyle também mostra muita gratidão pela mãe de seus filhos: “Eu posso atravessar chamas, mas não me peça para fazer o que ela está fazendo, é incrível e divino”, concluiu.

Após o acidente, a família está usando a experiência traumática, para conscientizar as pessoas sobre o uso de gás propano em casas móveis. “Estamos nos tornando muito mais fortes como família e sentimos graus mais profundos de compaixão e amor”, disse Kyle. Amigos e familiares dos Copeland se uniram para arrecadar fundos e ajudá-los nos pertences que perderam no ônibus.

Por mais que tenha sido uma tragédia, a família está se mantendo positiva, com consultas de acompanhamento para tratar as queimaduras ao redor dos olhos. “Eu e Kyle conversamos sobre como acreditamos que nossos corpos são temporários e quaisquer cicatrizes, deformidades ou doenças duradouras farão parte da experiência. Agradecemos a Deus por estarmos vivos”, diz Whitney. Kyle também diz que eles escolheram viver a vida como uma bela experiência, e que eles são sobreviventes, não vítimas.