Hidratação em crianças: tudo sobre como manter seu filho saudável no calor

Atualmente, mais da metade das crianças não faz o consumo adequado de água por dia. Para te ajudar nessa missão, te contamos dicas de ouro para tornar o processo mais fácil dentro de casa e incentivar o seu filho a se hidratar sempre

Resumo da Notícia

  • Mais da metade das crianças não consome a quantidade adequada de água por dia
  • Te damos uma mãozinha para deixar o processo mais simples, já que a hidratação em crianças é extremamente importante
  • Veja dicas para fazer seu filho beber mais água e qual a quantidade de líquido que seu filho deve ingerir por dia de acordo com a idade dele

Com o clima quente chegando, é muito importante manter a hidratação das crianças e ficar de olho na ingestão de água. Segundo um estudo realizado pela Danone, apenas 32% faz o consumo ao longo do dia, deixando em alerta famílias e cuidadores.

-Publicidade-

A hidratação, além de regular a temperatura corporal e ajudar no transporte de nutrientes, é fundamental para manter o bom funcionamento do organismo. Se feita de maneira inadequada, pode afetar a performance física e cognitiva das crianças, que envolve o processo de perceber, lembrar, sentir e pensar.

Benefícios da hidratação

Segundo a nutricionista materno-infantil Maria Fernanda Cortez, “o aumento de consumo hídrico em crianças tem um impacto positivo na memória de curto prazo, atenção e alerta. Outro impacto positivo de um consumo hídrico adequado relacionado à cognição é a melhora nas analogias verbais e da capacidade de busca visual”.

Quais os principais sinais de desidratação?

As crianças e bebês podem ficar desidratadas mais rapidamente do que adolescentes e adultos, pois costumam perder mais fluídos corporais. Por esse motivo, é importante a família ficar de olho na diminuição da frequência urinária, lábios rachados, choro sem lágrimas, fraldas secas por mais de seis horas, urina com cheiro forte e amarela, sonolência, irritabilidade, lábios rachados, entre outros.

Apenas 32% das crianças bebem água corretamente e isso prejudica a hidratação e desenvolvimento delas (Foto: Getty Images)

A partir de quantos meses meu filho pode beber água?

A recomendação é de que a ingestão de água comece a partir dos 6 meses de idade, variando assim a quantidade consumida. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) , o recomendado é:

  • 0 a 6 meses – 700 ml* (bebês que tomam leite artificial)
  • 7 a 12 meses – 800 ml
  • 1 a 3 anos – 1,3 L
  • 4 a 8 anos – 1,7 L
  • 9 a 13 anos – 2,4 L
  • 14 a 18 anos – 3,3 L

Dicas para incentivar o consumo

  • Os pais são os exemplos dos filhos, então consumir mais água perto das crianças pode ser a principal dica para criar o hábito de forma duradoura;
  • Mantenha a água acessível! É importante que elas próprias criem certa autonomia. Para isso, você pode deixar alguns copos com tampas ou garrafinhas espalhados pela casa ou nos locais que as crianças ficam por mais tempo;
  • Não adianta, informação é tudo! É muito importante que as crianças saibam sobre a importância de consumir água todos os dias e não apenas tomar porque os pais pedem. Tente fazer uma atividade lúdica e interativa para aflorar a curiosidade sobre o assunto.