Homem conta como salvou cachorro do ataque de jacaré: “Mãos pingavam sangue”

Richard e Louise, que vive na Flórida, nos Estados Unidos, viralizou após salvar o cachorro da boca de um jacaré

Resumo da Notícia

  • Richard, de 74 anos, vive na Flórida, nos Estados Unidos, viralizou após salvar o cachorro da boca de um jacaré
  • O homem chegou a abrir a mandíbula do animal para conseguir salvar o filhote de três meses
  • O filhote nomeado de Gunner está bem, apesar dos momentos tensos

Nesta última semana, Richard, de 74 anos, vive na Flórida, nos Estados Unidos, viralizou após salvar o cachorro da boca de um jacaré. Durante entrevista ao “Fantástico”, neste domingo, 06 de dezembro, ele deu detalhes de como foi o momento do susto.

-Publicidade-
O homem chegou a abrir a mandíbula do animal para conseguir salvar o filhote de três meses (Foto: Reprodução / Youtube)

O homem chegou a abrir a mandíbula do animal para conseguir salvar o filhote de três meses. “Tudo aconteceu muito rápido. Ele agarrou o Gunner e começou a nadar. Foi então que eu pulei na água e lutei com o crocodilo até conseguir abrir a mandíbula e tirar o cachorrinho”, relatou Richard.

O filhote nomeado de Gunner está bem, apesar dos momentos tensos. O cachorro é o primeiro cachorro do casal Richard e Louise.

-Publicidade-

Momento do ataque

O dono do cachorro contou que após salvar o animal correu para casa e contou para a esposa o que tinha acontecido. “Minhas mãos estavam pingando de sangue. O Gunner teve só um ferimento pequeno, mas entrou um pouco de água nos pulmões, por isso levamos ao veterinário”, contou.

O doutor em medicina veterinária, Edris Queiroz, disse ao programa da Globo que o jacaré também era filhote pelo tamanho e fez um alerta. “Devia ter uns 80 cm de comprimento. Os jacarés podem chegar a três metros de tamanho. Richard correu o risco de ter as mãos dilaceradas, mesmo sendo o jacaré um filhote”, disse o especialista, que ainda  ressaltou que a mandíbula do jacaré só perde para os tubarões no quesito força.

Confira o vídeo abaixo:

-Publicidade-