Homem descobre que bebê que registrou não era filha dele e ganha indenização de R$ 20 mil

A justiça decidiu a favor do homem e a mãe e a avó do bebê terão que pagar o valor pedido por danos materiais e morais

Resumo da Notícia

  • Homem descobre que bebê que registrou não era filha dele e ganha indenização de R$ 20 mil
  • A justiça decidiu a favor do homem
  • Agora a mãe e a avó do bebê terão que pagar o valor pedido por danos materiais e morais

Um jovem processou a ex-namorada por danos morais depois de descobrir que o bebê que criavam juntos não era filho dele. A 4ª câmara de Direito Privado do TJSP decidiu a favor do homem que estava registrado como pai na certidão de nascimento e dividia as despesas da criação da criança.

-Publicidade-

Depois da decisão, a mãe do bebê e a avó vão ter quer pagar  R$4.480 por danos materiais referentes a despesas e R$20 mil por danos morais.

Homem descobre que bebê que registrou não era filha dele e ganha indenização de R$ 20 mil
Homem descobre que bebê que registrou não era filha dele e ganha indenização de R$ 20 mil (Foto: Getty Images)

Segundo o processo, os dois tiveram um relacionamento de dois anos e terminaram por um tempo. Depois da pausa, reataram o namoro e a jovem contou que estava grávida. A menina, porém, não contou que havia se relacionado com outro homem enquanto tinha dado o tempo com o namorado.

Um ano depois, o jovem começou a perceber que o bebê não se parecia nem um pouco com ele e decidiu pedir um teste de DNA. O resultado apontou que ele de fato não era o pai biológico do bebê.

No processo, o desembargador Enio Zuliani, relator da apelação, quis deixar claro que o resultado não tem a ver com o comportamento ou conduta sexual da jovem, mas sim com o fato de ela ter omitido a relação que poderia ter gerado o filho enquanto estava separada do namorado.