Homem que assassinou pai de dois filhos por colocar ‘música alta’ é preso na Tailândia

O criminoso foi encaminhado para a delegacia próxima ao local do crime. A viúva de Marcus Evans lamentou a morte do companheiro através das redes sociais

Resumo da Notícia

  • Um homem tailandês não identificado assassinou um britânico
  • De acordo com uma testemunha, o motivo pode ter sido por conta do volume alto da música que escutava
  • A viúva de Marcus Evans disse que o "amava muito" em mensagem de despedida

O britânico Marcus Evans, pai dois filhos, foi morto após ser atingido no pescoço com uma faca em forma de foice no distrito de Muang, na Tailândia, durante a madrugada deste sábado, 22 de janeiro. O criminoso responsável pelo assassinato está detido na delegacia de polícia da região.

-Publicidade-

No momento da cena do crime, Marcus estava acompanhado por um outro homem britânico, que também foi atacado. Ele chegou a ficar gravemente ferido e foi levado até o hospital.

Marcus Evans foi assassinado à facadas
Marcus Evans foi assassinado à facadas (Foto: Reprodução Viral Press)

De acordo com as investigações, a agressão aconteceu por volta das 3 horas da manhã, enquanto a dupla escutava música e bebia. Uma amiga de Marcus, que também mora na Tailândia, Adria Licci, de 59 anos de idade, disse à polícia que foi acordada pelo trio gritando, apesar de nunca tê-los visto discutindo antes.

“Saí da sala para ver e encontrei o homem ferido e o morto caídos no chão em uma poça de sangue. Achamos que o problema foi causado pelos caras tocando música alta, mas isso deveria ter sido discutido e resolvido. Não deveria ser tão violento.”, contou a mulher para o The Sun. Ainda segundo ela, ambas as vítimas conheciam o agressor, sendo que eles já haviam lhe dado cigarros e bebido junto com ele.

A parceira de Marcus Evans confirmou sua morte através das redes sociais. “E assim outra pessoa que eu amava muito… Partiu xxx.”, escreveu a viúva.

A polícia prendeu o suspeito às 8h49, logo após encontrá-lo escondido no quarto de um parente, situado em frente ao local onde o ataque ocorreu. Até o momento da produção desta matéria, o autor do crime segue detido na delegacia.