Homem que ganhou R$ 20 milhões na Mega-Sena é preso por não ter pago pensão alimentícia

O ganhador recebeu um prêmio milionário, mas não sanou o valor de R$ 160 mil da pensão alimentícia

Resumo da Notícia

  • Um dos vencedores da Mega-Sena de 2001 foi preso
  • Ele não pagou a dívida causada pelo atraso do pagamento da pensão alimentícia
  • O ator André Gonçalves teve a prisão decretada hoje pelo mesmo motivo

Em 2001, um homem foi um dos vencedores da Mega-Sena que o premiou com R$ 27 milhões do sorteio. Entretanto, este ano, ele teve a prisão decretada por dever mais de R$ 160 mil de pensão alimentícia, acumulado com os juros e correção monetária.

-Publicidade-

A sentença foi determinada pelo juiz juiz Flávio Luís Dell’Antonio , titular da comarca de Tangará (SC), que concluiu que o infrator não poderá ser solto enquanto não pagar as dívidas atrasadas que venceram no mês de junho, além das outras que foram acumuladas ao longo do tempo.

Apesar de ter sido ganhador de um sorteio milionário, o infrator deixou de pagar a pensão
Apesar de ter sido ganhador de um sorteio milionário, o infrator deixou de pagar a pensão (Foto: Reprodução Getty Images)

 

Segundo o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), o homem deverá ficar sob regime fechado dentro da prisão por 60 dias. Por conta do avanço da vacinação contra o coronavírus, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) permitiu com que os magistrados voltassem a decretar esta sentença no lugar da prisão domiciliar, uma alternativa por conta da pandemia.

De acordo com informações apuradas pelo Portal Metrópoles, o infrator, cuja identidade não foi revelada pela imprensa, só recebeu o valor milionário após seis anos de espera, porque na época havia também um outro ganhador. O valor foi antes disputado na Justiça, porém em 2007 ambos os vencedores decidiram dividir entre si os R$ 27 milhões da Mega-Sena.

André Gonçalves

Nesta terça-feira, dia 23 de novembro, André Gonçalves , de 46 anos de idade, foi intimado pela Justiça de Santa Catarina para prestar esclarecimentos contra as dívidas envolvendo a pensão alimentícia da filha Valentina, de 18 anos de idade. A prisão domiciliar do artista foi também decretada na sentença. As informações foram divulgadas pelo portal de notícias Metrópole.

O processo foi movido pela ex-companheira de André, a jornalista Cynthia Benini, mãe de Valentina. O valor apurado da pensão mensal corresponde à R$ 4,5 mil, entretanto o ator se manteve inadimplente desde 2017 quanto ao montante estabelecido.

André Gonçalves e Valentina
André Gonçalves e Valentina (Foto: Reprodução AGNews, Fabio Moreno)

Ao longo dos anos, houve o acumulo da dívida que, devido aos juros e correção monetária, o valor total chegou aos R$ 352.579,01. Em julho deste ano, André Gonçalves teve o carro e a moto apreendidos por conta de determinação judicial.

De acordo com a sentença dada pela justiça, foi determinado que o artista ficará sob prisão domiciliar durante 60 dias, além de estar sujeito a monitoramento por tornozeleira eletrônica. O advogado de André, Sylvio Guerra, afirmou que o infrator irá cumprir todos os vereditos do judiciário.

André Gonçalves é também pai de outros dois filhos, sendo eles Manuela, de 22 anos de idade, fruto de casamento com Tereza Seiblitz, e  Pedro Artur, de 19, de união com a atriz e apresentadora Myriam Rios.