Homem se recusa a ceder assento no ônibus para grávida: “Não é minha culpa se ela decidiu ter bebê”

A decisão também deixou a internet furiosa e a própria família do homem também não concordou com a opinião

Resumo da Notícia

  • Um homem fez um relato no Reddit depois de ser criticado pela família após se recusar a ceder seu assento no ônibus para uma grávida;
  • Ele alegou que "não é minha culpa que ela decidiu ter um bebê";
  • A decisão também deixou a internet furiosa.

Um homem fez um relato no Reddit depois de ser criticado pela família após se recusar a ceder seu assento no ônibus para uma  grávida, argumentando que “não é minha culpa que ela decidiu ter um bebê”. A decisão também deixou a internet furiosa.

-Publicidade-

De acordo com o relato, o homem trabalha em pé por 10 horas e ele “realmente apreciava” o tempo sentado no ônibus para casa, e que ainda teria uma caminhada de 20 minutos do ponto de ônibus para casa e queria descansar.

No depoimento, ele escreveu: “Então, ontem à noite, estava no ônibus e uma senhora grávida subiu. Ela olhou em volta procurando por um assento, apenas para descobrir que não há mais nenhum disponível. Eu sou o mais próximo dela, então ela começa a me olhar implorando”, começa.

O número de vítimas grávidas e puérperas da covid 19 dobrou em 2021 (Foto: Getty Images)

“Eu estava com meus fones de ouvido e tentei fingir que não podia vê-la, mas assim que ela começou a falar comigo foi inevitável. Não fui rude nem nada, só disse que não, tinha tido um longo dia e meus pés estavam doloridos. Não quero desistir do meu lugar”, relatou o homem.

“Ela começou a chorar sobre como é uma mãe solteira grávida, e eu disse a ela que sinto muito, mas essa foi sua escolha pessoal e ela não podia esperar que outras pessoas acomodassem suas escolhas de vida. Vivemos em um estado onde o controle da natalidade e o aborto são gratuitos, então não sei por que isso deve ser problema meu”, concluiu.

(Foto: Freepik)

Ao chegar em casa, contou a história para sua família, que não conseguia acreditar no que ele havia feito, mas o homem argumentou: “Não sei por que precisamos continuar perpetuando a ideia de que criar uma vida, de alguma forma significa que você tem direito aos lugares das pessoas “.

Depois de compartilhar a história no Reddit na esperança de encontrar algum apoio, ele não encontrou: “Você sabia que estar grávida demais realmente altera o seu equilíbrio, quanto mais o cansaço?”, disse um. Logo, outro completou: “Não, você não pediu a ela para engravidar, mas você pode, como uma pessoa saudável, apenas escolher ser legal”.