Homem ucraniano emociona jornalista ao contar como descobriu a morte família em bombardeio

A esposa e os filhos de Serhiy Perebyinis estavam fugindo da guerra na Ucrânia quando foram atingidos pelo exército Russo

Resumo da Notícia

  • Homem ucraniano emociona jornalista durante entrevista
  • Ele contou como descobriu a morte família em bombardeio
  • A esposa e os filhos de Serhiy Perebyinis estavam fugindo da guerra

A jornalista Erin Burnett chorou ao vivo ao entrevistar Serhiy Perebyinis, ucraniano que perdeu a família em um bombardeio durante a invasão da Rússia ao país. O homem contou que descobriu a morte da esposa e dos filhos pelas redes sociais.

-Publicidade-

“Eu vi uma foto no Twitter e reconheci meus filhos. Liguei para meus amigos para dizer que as crianças estavam mortas e seus corpos estavam na calçada” disse ele. Ele contou que estava no leste do país para cuidar de sua mãe que estava doente. Tetiana, sua esposa, tentou fugir com os filhos, no entanto, não sobreviveu aos ataques. Serhiy havia conseguido contato com a família no dia anterior à morte, sendo informado que haveria uma possível evacuação deles.

Homem ucraniano emociona jornalista ao contar como descobriu a morte família em bombardeio
Homem ucraniano emociona jornalista ao contar como descobriu a morte família em bombardeio (Foto: Reprodução / Twitter / Marie Claire)

“Aquele foi o dia em que já não tinha água, luz, gás, e a gente discutiu, Eu falei com ela às 22h, embora naquele momento a conexão também estava ruim. Mas consegui falar e discuti sobre possível evacuação”, contou. Ele continuou a descrever os eventos que levaram à sua morte: “No último momento, no entanto, o comboio com o qual ela planejava viajar foi bombardeado e alvejado. E então ela veio a pé para a ponte, tentando escapar”, continuou.

“Percebi que havia uma geolocalização incomum entre Kiev e sua localização. E 20 minutos depois, o telefone dela mudou para outro local, para um hospital em Kiev. E suspeitei que algo estava errado”, afirmou.

Sem saber o que estava acontecendo, ele pediu para que os amigos fossem ao hospital para ter informações sobre a esposa e os filhos. No entanto, ele descobriu o que havia ocorrido através de uma foto postada nas redes sociais. “Eu vi uma foto no Twitter e reconheci meus filhos. Reconheci suas coisas e suas roupas. E liguei para meus amigos para dizer que as crianças estavam mortas. Seus corpos estavam na calçada”, lamentou.

“Ela era uma pessoa muito alegre, era a diretora financeira de uma grande empresa americana. Passamos muito tempo juntos em família. Adorávamos bicicletas, no inverno íamos esquiar e ela adorava plantar flores na casa de campo,” disse ele sempre a esposa. E também descreveu as crianças como “normais e alegres”, além do filho mais velho, de 18 anos, que cursava TI  e estava no segundo ano da faculdade.