Horta em casa: tudo o que você precisa saber para começar a da sua família

Faça os seus planos e plante sementes agora, e na próxima estação você terá a sua própria plantação de flores e comida. Vocês também vão cultivar algumas habilidades essenciais para a vida: quando crianças cuidam das plantas, elas aprendem a cuidar e se importar com as pequenas coisas – e uma das outras

Resumo da Notícia

  • Jardinagem pode ser uma ótima atividade para fazer em família e tirar as crianças da zona de conforto (e da frente das telas!)
  • Quando crianças cuidam das plantas, elas aprendem a cuidar e se importar com as pequenas coisas - e uma das outras
  • Especialistas dão dicas de ouro de como começar, quando cultivar, colher e as espécies mais indicadas para casas com crianças

Criar o hábito de manter as crianças ao ar livre (e longe das telas) pode ser tão simples quanto pedir a elas que colham uma flor ou algumas frutas. “Nós cultivamos frutas vermelhas para as nossas vitaminas e cortamos cebolinhas para incrementar nossa omelete”, conta o pai de três Donald Pell, um paisagista e dono da empresa que leva seu nome, em Phoenixville, na Pensilvânia, nos Estados Unidos. “Isso deixa as crianças animadas, e posso ver que elas se sentem mais felizes em ‘seu’ próprio jardim”.

-Publicidade-

Lauren Dunec Hoang é paisagista e escreve sobre o assunto nos Estados Unidos, o que inclui a revista Parents. Como ela é uma paisagista que frequentemente está falando sobre as tendências sobre jardinagem, as famílias costumam perguntar para ela como eles podem começar o próprio espaço verde em casa. A dica dela é começar a se preparar na primavera, para que quando estiver no meio do verão o jardim esteja lindo e exuberante.

Para que as coisas deem certo, é tão simples como escolher um lugar ensolarado em casa: a maioria das plantas se desenvolvem com pelo menos 6 horas de luz solar direta, diariamente. Não se preocupe se o sol na sua casa costuma ser no quintal – você pode cultivar muito bem em vasos. Se você tem sorte de ter bastante espaços ensolarados em casa, opte por aquele que tenha uma mangueira por perto.

Prepare o terreno

Depois de escolher a área em que sua horta ficará, invista naquele pedaço de solo para que seja o mais puro possível, sem ervas daninhas e cheio de nutrientes. Essa, inclusive, é uma atividade perfeita para os dias da primavera, e as crianças podem ajudar colocando a mão na terra (literalmente), tirando gravetos, pedras e ervas daninhas que encontrarem pelo caminho. Você também precisará desenterrar todas as plantas que deseja substituir. Jogue a terra no espaço e mexa bem, desfazendo os torrões que podem ter se formado com a ajuda de uma pá – deixe que seu filho ajude fazendo o mesmo, mas com uma pá proporcional ao tamanho dele. Nivele o nível do solo e, em seguida, espalhe uma camada de cerca de 10 cm de composto orgânico na área que pretende plantar (você pode encontrar em lojas de jardinagem). Cave essa camada rica em nutrientes no solo e nivele novamente.

Quando crianças cuidam das plantas, elas aprendem a cuidar e se importar com as pequenas coisas – e uma das outras (Foto: ThinkStock)

Se você está plantando em canteiros elevados, siga as etapas que acabamos de passar. Mas se você estiver plantando em vasos, invista em recipientes de pelo menos 30 centímetros de profundidade (se você encontrar com 50 cm de profundidade é ainda melhor) e certifique-se de que todos eles tenham saídas de drenagem. Pode ser que não tenha, e você mesma deverá criar pequenos furos com a ajuda de uma furadeira ou com um prego e martelo, sempre no fundo do vaso. No caso do plantio em vasos, as crianças podem ajudar colocando a terra e o composto orgânico dentro deles, com a ajuda de uma pá.

Começando a crescer

Verifique em sites sobre o clima qual será o fim da temporada de frio na sua região. É depois dessa data que é seguro colocar sementes e mudas para o lado de fora de casa. Antes dessa data, você e seus filhos podem plantar sementes em pequenos vasos e deixá-los perto de janelas ensolaradas em casa, mas apenas se isso for algo divertido para vocês, porque depois vocês terão o trabalho de transferi-las para a área externa da casa.

Outra opção é comprar direto mudas já plantadas em viveiros locais, e plantá-las no seu jardim quando estiverem grandes e o clima bom o suficiente para isso. Essa é uma alternativa mais rápida, e como elas são cultivadas em estufas profissionais, devem custar mais do que as sementes, mas também são maiores e mais resistentes.

Cuidem bem das plantas de vocês

Assim que terminar de plantar, regue imediatamente e mantenha o solo sempre úmido enquanto as plantas forem mudas e estiverem pequenas. Conforme as semanas forem passando e elas crescendo, vá diminuindo a irrigação gradualmente para duas ou três vezes por semana, e se for em vasos, irrigue a cada dois dias.

Jardinagem pode ser uma ótima atividade para fazer em família e tirar as crianças da zona de conforto (e da frente das telas!) (Foto: Parents)

Regar pode ser uma ótima atividade para crianças mais velhas, em idade escolar. “Isso permite que elas observem o crescimento das plantas e pode dar à elas o sentimento de orgulho pelo seu esforço”, diz o paisagista Robin Parsons. Algumas plantas, como a abobrinha e o tomate, não devem ter suas folhas molhadas. Por isso, ensine o seu filho e pequeno ajudante a molhar o solo ao redor da planta, em vez de regá-las de qualquer maneira. A dica é deixar crianças com regadores, mas se seu filho fizer muita questão de usar a mangueira, você pode deixar que ele regue o gramado, que não tem problema nenhum em ser regado mais do que precisa.

A colheita

Chame seus filhos para que ajudem a colher frutas, vegetais e flores a cada poucos dias durante o verão. A prática da colheita geralmente estimula a planta a continuar produzindo, o que é bom para ambos os lados. “As crianças aprendem como a comida cresce e como o sabor delas é muito melhor quando você mesmo os cultiva”, diz a paisagista Lonna Lopez.

Mas antes de chegar ao momento da colheita, aproveite o processo – mesmo quando alguns obstáculos aparecerem pelo caminho. Pode ser que as sementes não vinguem, ou que os passarinhos e animais da região roubem uma (ou várias) frutas do pé do seu jardim. As próprias crianças podem não entender os cuidados a princípio, e por isso vale a instrução. “Eles correm pelo jardim ou quintal enquanto brincam. É o habitat natural deles também, e se eles acidentalmente pisarem em alguma coisa, eu geralmente mostro como podemos cuidar disso”, diz Pell.

Escolha a melhor planta para a sua família

Essas recomendações foram feitas levando em consideração as crianças (e as suas recompensas). As plantas têm altas taxas de sucesso na maioria dos climas, especialmente se você seguir algumas dicas de especialistas

Frutas silvestres

Não é preciso tentar convencer as crianças quando o assunto é colher frutas do pé. O paisagista Donald Pell diz que, nesse caso, não se importa em compartilhar a comida com os animais da região. “Não costumo ‘proteger’ minhas plantas com telas ou redes contra pássaros. Só quero que minha família tenha uma experiência positiva, e se os passarinhos vierem comer alguma das nossas frutas, ficaremos contentes de recebê-los”, ele diz.

  • Amora

>Experimente a espécie ‘Apache’ para ter frutos grandes e deliciosos. Você pode plantar em uma cerca, na parte de trás do jardim, para que ela tenha espaço para se espalhar.

>Se você tem pouco espaço em casa, invista na espécie ‘Black Cascade’, que cresce em vasos ou cestos suspensos

>Plante na primavera e espere fazer sua colheita após cerca de 4 a 6 meses

>”Cultive duas variedades, assim elas vão produzir melhor do que uma”, aconselha o paisagista Robin Parsons

>O especialista também indica as espécies ‘Jelly Bean’ e ‘Sunshine Blue’, ambas podem ser cultivadas em vasos e chegam à altura de uma criança.

  • Framboesa

>A espécie ‘Raspberry Shortcake’ produz frutas vermelhas e doces, e pode ser cultivada em vasos

>Plante no começo da primavera e espere colher no meio do verão

  • Morangos

>Informe-se e compre a espécie que se adapte melhor ao clima da sua região

>Cultive as mudas nas bordas de um canteiro, ou em um vaso

>Plante na primavera e espere ver frutos maduros no início do verão – alguns podem chegar até o outono

Vegetais e ervas

“Deixe que as crianças escolham os tipos de vegetais que elas desejam cultivar e comer”, aconselha a paisagista Lonna Lopez, de Oakland, na Califórnia. “Quanto mais envolvidas elas estiverem, mais animadas para colher e comer quando estiverem maduros elas estarão”.

  • Manjericão

>Cultive as plantas em volta das mudas de tomate. “Os óleos essenciais da erva ajudam a deter pragas, e algumas pessoas até acham que colocar manjericão perto dos tomates faz com que eles sejam mais saborosos”, Lopez conta

>Colha as folhas durante todo o verão para evitar que ela floresça (literalmente, porque quando ela florescer significa que ela chegou ao fim da sua vida)

  • Tomate-cereja

>Tente cultivar a espécie ‘Sun Gold’ para poder colher e comer diretamente do jardim mesmo

>Se você optou por cultivar em vasos, a recomendação é a espécie ‘Tumbling Tom’, que tem frutos menores e que crescem transbordando das bordas do recipiente

>Comece a plantar pouco depois do início da primavera e espere colher no meio do verão

  • Acelga arco-íris

>A paisagista Lopez conta que o filho dela de 9 anos, o Jasper, costuma mastigar alegremente essas folhas. “Ele adora o quão linda a planta é, com seus caules avermelhados, rosados ou amarelados”, ela diz. Para encantar seus filhos da mesma maneira, opte por plantar a espécie ‘Bright Lights’

>Plante as mudas na primavera e colha quando as folhas estiverem num tamanho médio, removendo as folhas do lado externo. Espere que cresça novamente e colha mais uma vez, e siga repetindo o processo!

  • Abobrinha

>Elas quase não precisam de cuidados especiais e crescem rapidamente em uma horta saudável

>Comece o plantio na primavera e espere colher entre 35 a 55 dias depois

  • Ervilhas

>Você pode tentar plantar diferentes variedades juntas

>Depois de 60 a 75 dias do plantio, você vai conseguir colher ervilhas mais adocicadas, dependendo da espécie – se demorar mais, você pode experimentar sabor mais amiláceo, parecido com amido. “As crianças podem colher e colocar direto na boca!”, Lopez diz

Flores

As espécies coloridas não são apenas bonitas, mas também atraem insetos polinizadores, como abelhas e borboletas – e essa é uma bela lição de como ser gentil com elas. Flores que dão o ano inteiro trazem às crianças sensação de gratificação instantânea!

  • Cravo-amarelo

>Tente essa espécie, que além de linda e laranja, ainda impede o aparecimento da peste chamada mosca branca, que costuma aparecer nas plantações de tomate

  • Capuchinha

>Escolha qualquer variedade dentro desta espécie. Todas as partes – flores, folhas e caules – são comestíveis. “Costumo fazer grandes saladas com couve fresca, alface e flores comestíveis. Meu filho vai comer muito isso!”, Lopez conta

  • Girassol

>Se você quer tentar começar seu jardim com sementes, o girassol é uma ótima opção, já que cresce rápido

>A espécie ‘Teddy Bear’ pode chegar a altura de uma criança

>Já a espécie ‘Mammoth’ pode chegar a mais de 3,6 metros de altura!

  • Ervilha-de-cheiro

>Cubra uma treliça (aquela estrutura de metal para encaixar as mudas) com as suas espécies preferidas dessa flor. Você pode cultivar a partir de mudas ou sementes

>Quando estiverem grandes, você e seu filho podem colher, fazer um buquê e presentear alguém especial

Extraído da revista Parents, copyright © 2021 Meredith Corporation. Todos os direitos reservados. Reimpresso com permissão. Sujeito às leis e tratados nacionais e internacionais de propriedade intelectual. Parents®️ é uma marca registrada nos Estados Unidos da Meredith Corporation.