Hotel desaba na China com pessoas em quarentena pelo coronavírus e deixa famílias preocupadas

O lugar ficava localizado em Quanzhou, na província de Fujin e deixou 70 pessoas soterradas pelos escombros. Cerca de metade delas já foram resgatadas, mas ainda não se sabe o motivo da queda

Resumo da Notícia

  • Um hotel que abrigava pessoas em quarentena na China desabou neste sábado
  • 70 pessoas ficaram soterradas e 34 já foram resgatadas
  • Ainda não se sabe o que motivou a queda do prédio
O desabamento aconteceu neste sábado (Foto: reprodução/G1)

Um hotel na China desabou neste sábado (07). Localizado em Quanzhou, na província de Fujin, o lugar era utilizado para hospedar pessoas em quarentena por suspeita de coronavírus. Segundo as primeiras informações, 70 pessoas ficaram embaixo de escombros.

-Publicidade-

O desabamento aconteceu por volta das 19h30 da noite deste sábado (07), no fuso horário do país – aproximadamente 6h30 no horário de Brasília, e ainda não se sabe o que originou a tragédia.

34 vítimas já foram resgatadas. Nesta cidade, cerca 11 mil pessoas estão em observação com suspeitas de infecção pelo Covid-19. O hotel Xian tinha 80 quartos e, nesse momento, abrigava chineses que tiveram contato com pacientes com contaminação confirmada.

-Publicidade-

A China é o país com maior número de casos da doença, até o momento, mais de 3 mil pessoas já foram mortas pelo coronavírus. Os casos suspeitos já estão sendo investigados e de acordo com as autoridades sanitárias do país, a quantidade de novos infectados por dia é inferior a 100.

 

No Brasil

Até o momento, o Brasil soma 14 pessoas com coronavírus confirmados, sendo dez em São Paulo, dois no Rio de Janeiro, um na Bahia e um no Espírito Santo. Há ainda outro caso em análise no Distrito Federal, que teve positivo no primeiro teste e aguarda a contraprova.

 

Saiba como se proteger do coronavírus

Os coronavírus são uma família de vírus conhecida há mais de 50 anos. Tem este nome porque parece uma coroa, se visto no microscópio. Algumas cepas infectam seres humanos, outras infectam somente animais. O novo vírus (2019-nCoV) provavelmente é uma mutação que não atingia humanos e, nos últimos meses, passou de um animal para uma pessoa em um mercado de frutos do mar e animais vivos na cidade de Wuhan, na China. Para se prevenir, a recomendação do Ministério da Saúde é a mesma feita para a prevenção de infecções respiratórias agudas. São elas:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-