Humorista deve 650 mil reais de pensão alimentícia: “Parei de pagar porque não existe penitência para a mulher”

O pai revelou a sua versão dos fatos em entrevista

(Foto: Reprodução/Instagram)

O humorista Carlinhos Silva deixou todos espantados nesta quinta-feira, 12 de setembro, ao falar sobre a sua situação com a policia. O ex-integrante do programa Pânico está foragido da justiça e deve R$650 mil de pensão para o filho de 8 anos. “Parei de pagar a pensão porque não existe penitência para a mulher”, disse o humorista em entrevista ao programa Fofocalizando, do SBT.

-Publicidade-

Carlinhos aproveitou a oportunidade para explicar o porque do valor tão alto.  “O total beira esse valor porque as contas são feitas de seis anos para cá. Não foi revisado. Não vou pedir ajuda para imprensa, implorar para juiz e desembargador. O advogado dela falou para a juíza que eu não quis acordo”.

Além de acreditar que a Justiça e a ex-mulher acreditam que ele mente o valor da conta bancária, o humorista afirmou que se sente injustiçado. “A minha cobertura, que é maravilhosa, está penhorada. Não posso trabalhar para pegar a pensão. Sou um pai injustiçado, sempre implorei para estar com meu filho. Dinheiro vai depois, primeiro é meu filho“, reclamou.

-Publicidade-

Logo depois, ele complementou revelando as estratégias que teve para ter uma relação melhor com a mãe do seu filho. “Tentei de novo o acordo, pagar escola, plano de saúde e comida. Mas ela não quer acordo! A pensão está em quase sete mil reais e eu tenho que trabalhar.” Carlinhos afirmou que voltou a pagar, mas a mãe o proibiu de ver o filho. “De janeiro para cá voltei a pagar a pensão, mas ela não me deixou ver o meu filho e parei de pagar”, contou.

A revista Quem procurou a advogada da ex-mulher do humorista. Betânia Costa afirmou que a cliente jamais proibiu que Carlinhos visitasse o filho.”Há uma determinação judicial de visitação, compete ao pai cumprir esse acordo. Se ele não está exercendo, é opção dele. Não existe nenhum impedimento de visitação”, revelou.

Já o advogado de Carlinhos, Dr. Robson Cyrillo, usou o Instagram do cliente para esclarecer alguns pontos. Ele explicou que Carlinhos cumpriu os 30 dias de prisão e foi liberado, porém novos decretos prisionais surgem por não ter acontecido julgamento ainda. “Esclarece que em nenhum momento desdenhou dos órgãos de segurança publica, apenas desabafou pelos anos que aguarda uma decisão judicial”, escreveu o advogado.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Como e quando pedir pensão 

Relato de pai: “Não seja esse cara que arranha o coração do seu filho para sempre” 

Mãe deixa filha de nove meses em frente ao portão de pai depois de atraso na pensão

-Publicidade-