Idoso e filho autista são esquecidos por companhia aérea em aeroporto

Nilton Alves, 83, e o filho Nelson, 41, deveriam embarcar na manhã desta terça-feira, 6, em um vôo com destino a Vitória no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo

Resumo da Notícia

  • Um idoso e o filho, que possui espectro autista, foram deixados pela companhia aérea em Aeroporto de Congonhas;
  • Nilton Alves, 83, e filho Nelson, 41, estavam na sala de embarque prioritário;
  • A companhia aérea se pronunciou sobre o caso.

O idoso Nilton Alves, de 83 anos foi deixado no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, após ser esquecido durante o embarque para Vitória na manhã desta terça-feira, 6.

-Publicidade-

Nilton estava com o filho Nelson, de 41 anos, que possui espectro autista, aguardando na sala de embarque prioritário da companhia aérea Gol.  Segundo informações da UOL, a família contratou um serviço de acompanhamento especial para leva-los até o Espírito Santo, após as festas de fim de ano em 2021.

André Lee, um membro da família, explicou a UOL o ocorrido. “Perguntei pra ele por que ele não havia embarcado ainda, pelo horário, e ele não soube me responder. Aí, quando já tinha passado a hora, ele só me falou que esqueceram e os realocaram para outro voo às 10h”, conta.

Registro feito por André Lee, membro da família (Foto: Reprodução/Facebook/André Lee)

Após reclamação da família, pai e filho somente embarcaram após o meio-dia, em voo executado por outra empresa. O idoso disse que acordou 4h, chegou ao aeroporto por volta das 5h e permaneceu no local até por volta das 13h.

A Gol informou que os clientes realizaram check-in prioritário, mas houve um desencontro de informação no processo de embarque. A empresa disse que prestou toda assistência necessária e foi feito o contato aos familiares explicando o ocorrido e também lamentou os transtornos causados e está apurando os motivos para que situações como essa não voltem a ocorrer.