Idosos reencontram amor com ajuda da neta e se casam após 70 anos de idade

Stephane Andrade foi a cupida para que a avó, Maria Gonçalves de Andrade, de 74 anos, conhecesse Arlindo Alves, de 77

Resumo da Notícia

  • Um casal de mais de 70 anos oficializou a união neste mês
  • Os dois se conheceram graças à ajuda da neta da mulher
  • Agora, Maria Gonçalves de Andrade e Arlindo Alves moram juntos

Nunca é tarde para o amor, certo? Foi justamente isso que Maria Gonçalves de Andrade, de 74 anos, e Arlindo Alves, de 77, descobriram. O casal se conheceu com ajuda da neta da mulher, Stephane Andrade, e agora está oficialmente casado.

-Publicidade-
Idosos se casaram após 70 anos de idade e contam com ajuda da neta (Foto: Shutterstock)

Depois da neta questionar se a vó não tinha vontade de se casar novamente, ela comentou sobre um senhor, que estava em busca de um amor. Isso despertou a curiosidade da mulher que resolveu encontrá-lo.

“No dia seguinte, eu inventei que ia fazer uma caminhada e saí à procura da casa dele com um ponto de referência que minha neta falou. Achei, bati na porta e ele veio atender. Ele me contou que já me conhecia porque uma vez eu aferi a pressão dele”, disse Maria, que é enfermeira, em entrevista ao UOL.

Ela disse que rapidamente a conversa fluiu de forma que a neta resolveu procurar a avó e encontrou com Arlindo. Foi praticamente amor à primeira vista, porque no dia seguinte, Maria decidiu retornar a casa dele e aceitar o pedido de namoro.

A neta de Maria Gonçalves de Andrade foi a responsável pela união do casal (Foto: reprodução/UOL)

De acordo com o casal, a união seguiu a moda antiga, até que a neta voltou a incentivar a efetivação do casal, ajudando ambos a tirarem a segunda via da certidão de nascimento do homem.

Foi assim, que no dia 4 de agosto, os dois conseguiram se casar em Montes Carlos. “Estamos vivendo dias muito felizes e a solidão ficou para trás, agora estamos juntos para o resto das nossas vidas”, comemorou a avó.

Com cinco filhos, 15 netos e dez bisnetos, Maria agora mora com Arlindo, que tem dois filhos. A mulher conta que apenas levou algumas roupas e utensílios para a casa dele, o restante foi encaminhado para doação.