Incrível! Cientistas brasileiros criam projeto do primeiro anticoncepcional masculino

Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (UNESP) estão analisando o projeto do contraceptivo voltado para o público masculino

Resumo da Notícia

  • Pesquisadores estão criando projeto para desenvolver anticoncepcional masculino
  • Os cientistas são brasileiros
  • A pesquisa possui parceria com pesquisadores de Portugal e do Reino Unido

Cientistas brasileiros da Universidade Estadual Paulista (UNESP), descobriram formas de criar o primeiro anticoncepcional masculino. O projeto possui parceria com pesquisadores de Portugal e do Reino Unido. O resultado da pesquisa foi publicado na revista científica Molecular Human Reproduction.

-Publicidade-

O objetivo é inibir a protease epididimária, dificultando a chegada dos espermatozoides até o óvulo da mulher. “O grau de complexidade da produção do espermatozoide é maior que o da produção do óvulo feminino. O processo de espermatogênese dura cerca de dois meses e ocorre de forma contínua”, afirmou Erick José Ramo da Silva, professor do Depto de Biofísica e Farmacologia do Instituto de Biociências de Botucatu.

“Se fosse produzido um contraceptivo masculino que impedisse a produção do espermatozoide, o medicamento demoraria de três a quatro meses para apresentar efeito a partir do momento em que um homem começasse a usá-lo”, acrescentou.

“Com a clivagem feita pela protease PSA, o espermatozoide pode nadar, o que chamamos de motilidade progressiva, e penetrar nas camadas mais externas do óvulo, em um movimento conhecido como motilidade hiperativada”, disse. “Até o momento em que a PSA atua, o único mecanismo que está levando o espermatozoide em direção ao óvulo é a ejaculação. Ele não precisa de motilidade antes dessa etapa e por isso salva energia para percorrer todo o restante do caminho até o útero”, concluiu.