Inhotim inaugura exposição virtual com Google Arts e tem imagens de tirar o fôlego

Nesta terça-feira, 22 de setembro, acompanhando a chegada da primavera, o Instituto estreou a primeira exposição digital no Google Arts

Resumo da Notícia

  • Nesta terça-feira, 22 de setembro, o Inhotim inaugurou com o Google Arts exposição virtual sobre aráceas
  • Multimidiática, a exposição contém, não apenas fotos de alta qualidade, mas áudios e vídeos sobre curiosidades dessas plantas no cotidiano do visitante
  • O objetivo é de aproximar as pessoas das plantas

Com a chegada da primavera, nesta terça-feira, 22 de setembro, Inhotim inaugurou nova exposição virtual do Instituto no Google Arts and Culture, chamado “Entre folhas e formas: Uma viagem ao universo das aráceas”. Como revela o título, a família Araceae é a protagonista da estreia digital.

-Publicidade-

Tendo mais de 3 mil espécies descritas na literatura botânica, dentre elas o antúrio, o copo-de-leite, a taioba, o inhame e até a costela-de-adão, elas continuam sendo descobertas com o passar do tempo, e estão muito presentes no dia-a-dia das pessoas.

Interativa, a exposição virtual contém não somente imagens de altíssima qualidade das aráceas, mas também áudios e vídeos explicativos, com curiosidades sobre as plantas, contadas pelos profissionais do Inhotim e de convidados experts da área.

-Publicidade-

Sem sair de casa, o visitante pode conhecer plantas que nunca havia nem cogitado que existiam, como o imbé-gigante, um arbusto trepador originário da Venezuela, com folhas espessas, onduladas e resistentes. Que faz lembrar que a natureza é uma grande artista.

(Foto: João Marcos Rosa)

“Queremos simplificar e ressignificar as plantas para a população. Nesta nova exposição, são bônus as imagens irretocáveis de João Marcos Rosa, fotógrafo renomado com trabalhos publicados em revistas como a National Geographic“, explica o curador botânico do Instituto, Juliano Borin. Ele também conta que o intuito da exposição é aproximar as pessoas desse mundo, que são afastadas pelo lado científico e “cheio de latim”.

As aráceas

Essa família de plantas é o segundo maior grupo contemplado no acervo botânico de Inhotim, com 470 espécies, ficando atrás apenas das palmeiras, com 1019. O número de exemplares é ainda maior, e ainda brincam, “incontável”.

Isso, tendo em vista que são plantas extremamente diversas, com espécies arbustivas, trepadeiras, epífitas e até aquáticas.

Foto: Reprodução/ Inhotim)

Aproveitando as diversas formas da família Araceae, elas são fundamentais para o paisagismo e composição de jardins tropicais. Pedro Nehring, paisagista do Jardim Botânico de Inhotim, aproveita bem das suas diversas cores, tamanhos e texturas para criar um harmônico equilíbrio com as plantas nativas e exóticas.

Aprender cultura brincando

Recentemente o Google Arts and Culture, lançou uma nova ferramenta na plataforma, o Art Projector. Com ela você pode projetar obras de arte dentro de casa, e também, gravar vídeos comentando sobre o que achou delas.

Tendo em vista que é sempre melhor aprender brincando, a plataforma também lançou o “Play with Arts and Culture”, no qual as crianças poderão se divertir e aprender com os jogos: quebra-cabeças e jogos de perguntas e respostas, todos com informações culturais.

Google lança ferramenta para seu filho aprender brincando (Foto: divulgação)

Com mais de 500 quebra-cabeças, para montar sozinho ou com a família e amigos, contemplam obras como “Flores” de Andy Warhol, Menina com Brinco de Pérola, de Johannes Vermer, e Primeira-Dama Michelle Obama, de Amy Sherald.

Já que uma imagem vale mais que mil palavras, a plataforma decidiu criar também palavras-cruzadas visuais. Que consiste no jogo ser resolvido com imagens e não letras, precisando descobrir onde cada obra artística se encaixa: Renascença ou Modernismo? Van Gogh ou Gaugin – ou ambos? A brincadeira pode ser uma ótima forma de ensinar sobre a história da arte.

-Publicidade-