Instagram muda configurações para que menores de 18 anos tenham um acesso mais seguro

A ideia é aumentar a proteção e a privacidade dos usuários adolescentes da plataforma

Resumo da Notícia

  • Nesta terça-feira, 27 de julho, o Instagram informou algumas mudanças;
  • A ideia é aumentar a proteção e a privacidade dos usuários adolescentes da plataforma;
  • Ainda não foi divulgada uma previsão para adoção das medidas no Brasil.

Nesta terça-feira, 27 de julho, o Instagram informou algumas mudanças para aumentar a proteção e a privacidade dos usuários adolescentes da plataforma. Ainda não foi divulgada uma previsão para adoção das medidas no Brasil.

-Publicidade-

A principal medida é sobre dificultar o acesso de estranhos a perfis de menores de 16. De acordo com a rede social, manter o perfil privado por padrão para os mais jovens é o principal caminho para que eles tenham um ambiente seguro e divertido.

Instagram muda regras para jovens (Foto: Reprodução/ Instagram)

O Instagram planeja enviar notificações e fazer um trabalho de conscientização para incentivar que os menores mantenham as contas privadas – que será a configuração padrão de novos perfis de jovens. Haverá a possibilidade de mudança para um perfil público posteriormente.

Além da atualização das contas novas serem privadas na configuração padrão, a rede social vai aumentar a dificuldade de perfis apontados como potencialmente suspeitos acessarem contas de adolescentes. O novo algoritmo não irá mostrar perfis de adolescentes nas áreas “Explorar”, Reels e na categoria “Contas sugeridas para você” do Instagram para aqueles perfis que forem considerados suspeitos.

A forma com que as empresas anunciam produtos no Facebook, Instagram e Messenger, também será impactada em nível global. Isso significa que os anunciantes em breve poderão segmentar os menores de 18 anos apenas por idade, sexo ou localização no Facebook, seu serviço de mensageiro e sua plataforma de compartilhamento de fotos Instagram.

Em uma postagem no blog, o Instagram disse que estava fazendo a mudança porque concorda que os jovens podem não estar equipados para tomar decisões sobre o direcionamento de anúncios.

Os internautas apoiaram a decisão da avó (Foto: Getty Images)