Irmão de Rodrigo Mussi desabafa sobre abandono e lembra expulsão de casa pela mãe

O irmão do ex-BBB Rodrigo Mussi, Diogo, usou as redes sociais para desabafar a relação difícil que teve com a mãe

Resumo da Notícia

  • O irmão do ex bbb Rodrigo Mussi usou as redes sociais para responder perguntas dos seguidores e resolveu desabafar sobre a relação conturbada que ele e Rodrigo tiveram com a mãe.
  • Diogo disse que a mãe deles tentou contato após descobrir do grave acidente de Rodrigo e que apareceu no hospital para visitar
  • Sobre uma possível aproximação da mãe com os filhos atualmente, Diogo diz que não há menor chance com ele

Nesta quarta-feira, 1 de junho, o irmão do ex bbb Rodrigo Mussi usou as redes sociais para responder algumas perguntas dos seguidores através dos stories no Instagram e resolveu desabafar sobre a relação conturbada que ele e Rodrigo tiveram com a mãe.

-Publicidade-

Ao ser perguntado porque foram expulsos da casa da mãe, Diogo diz que a maternidade foi um fardo para ela e que segundo ele, a mãe não foi capaz de olhar para ninguém além de si mesma. “Entendo que houve abandono da maternidade e acabamos sendo um fardo para ela. O narcísico não é capaz de olhar para ninguém além de si mesmo”, respondeu Diogo.

Diogo Mussi e Rodrigo Mussi. (Foto: Reprodução/Instagram)

Também respondeu aos internautas que a mãe deles tentou contato após descobrir do grave acidente do ex bbb Rodrigo que aconteceu, 31 de marco, deste ano e que ela apareceu algumas vezes para visitar o gerente comercial quando deu entrada no hospital. ”Ela apareceu no hospital na sexta-feira à noite. O Rod deu entrada no HC na madrugada de quarta-feira para quinta-feira. Foi visitá-lo algumas vezes. Complicado. Comigo, pelo menos, não há a menor chance de relação”, comentou Diogo.

Diogo Mussi, Irmão de Rodrigo Mussi desabafa sobre relação com a mãe (Foto: Reprodução/Instagram)

Diogo e os irmãos Rafael e Rodrigo Mussi foram morar com o pai onde ele diz que não foi fácil a convivência com a esposa do pai, saindo então de casa. “Eu não me dava muito bem com ele, pois não aceitava a mulher dele. Acabei me mudando bastante, morei com amigo, com minha avó. No fim, nosso pai faleceu e deixou tudo o que tinha para a mulher. Depois de oito anos, consegui vencer na Justiça e trazer para mim e para meus irmãos os nossos direitos”, escreveu Diogo.