Irmãos adotados por família diferentes finalmente se reencontram após 10 anos de busca

Ashley Fredette e Reid Gilfillan possuem, respectivamente, 36 e 30 anos – e passaram boa parte da vida na árdua missão de finalmente se reunirem novamente, após serem adotados quando eram bebês. História de arrepiar!

Resumo da Notícia

  • Ashley Fredette e Reid Gilfillan são irmãos que foram adotados, ainda bebês, por famílias diferentes
  • Após 10 anos de busca, eles finalmente puderam se reencontrar!
  • Confira essa história emocionante

De arrepiar! Ashley Fredette e Reid Gilfillan são irmãos que, ainda bebês, foram adotados por famílias diferentes do Canadá. Com, respectivamente, 36 e 30 anos, a dupla finalmente pôde se reencontrar após passar 10 anos em uma busca incansável. Demais!

-Publicidade-

Tudo começou quando Ashley, disposta a encontrar algum parente biológico, fez um teste de DNA e publicou o resultado em um site especializado em encontrar famílias “perdidas”. Isso porque, aos 16 anos, ela começou a questionar os pais sobre a mãe biológica. Reid, por outro lado, sabia da existência da mãe e de uma irmã desde os 6 anos de idade – mas não sabia como encontrá-las.

Reid e Ashley, quando eram crianças
Reid e Ashley, quando eram crianças (Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal/ Só Notícia Boa)

Antes de finalmente encontrar Reid, ela chegou ainda a encontrar uma prima, Amanda, através do site em que publicou o resultado do teste. Após conversas online, descobriu que seu pai biológico era tio de Amanda e, assim conheceu o meio-irmão biológico James. Mas, até então, nada sobre a existência de Reid.

Após mais algum período ativa no site, Ashley conseguiu saber do paradeiro da mãe e de mais uma meia-irmã: Melissa. Por causa dela, e em conversa com a avó materna, ela descobriu da existência de Reid – e o desfecho desta história não poderia ser mais emocionante!

Ashley e Reid foram adotados quando eram bebês
Ashley e Reid foram adotados quando eram bebês (Foto: Reprodução/ Só Notícia Boa)

Anos e anos mais tarde do momento em que publicou o teste de DNA nas redes, Ashley e Reid finalmente se encontraram! Sobre o primeiro abraço que pôde dar no irmão mais novo, Ashley ainda comemorou, “Eu poderia viver nesse abraço. Me sinto segura. Me sinto conhecida. Me sinto conectada”.