Irmãos que têm quatro filhos juntos lutam para legalizar o incesto na Alemanha

Susan Karolewski se reencontrou com seu irmão mais velho após 20 anos separados e iniciou um relacionamento que é considerado ilegal na Alemanha, eles tiveram quatro filhos e estão tentando tornar o incesto legal

Resumo da Notícia

  • Dois irmãos lutam para legalizar o incesto na Alemanha
  • Patrick Syuebing e Susan Karolewski se conheceram após 20 anos separados
  • O casal tem 4 filhos e ele já foi preso uma vez por causa do incesto

Irmãos que se apaixonaram e tiveram quatro filhos juntos continuam pedindo o fim das leis que proíbem seu relacionamento perturbador. Patrick Syuebing se reuniu com sua irmã mais nova, Susan Karolewski, mais de 20 anos depois de se mudar para um lar adotivo na então Alemanha Oriental, quando foi atacado por seu pai.

-Publicidade-

Seis meses depois de redescobrir sua família biológica, o então jovem de 23 anos e Susan, que tem deficiência mental, começaram a dividir um quarto após a morte de sua mãe, Ana Marie. Sua união ilegal se resultou em quatro filhos, dois dos quais estão gravemente incapacitados.

Em 2001, a dupla prometeu mudar as leis da Alemanha que tornam o sexo entre irmãos ilegal, o que eles levaram ao Tribunal de Direitos Humanos em 2012. Patrick cumpriu duas sentenças de prisão por acusações de incesto na época. Na época, o Mail Online relatou Patrick dizendo: “Não nos sentimos culpados pelo que aconteceu entre nós. Queremos que a lei que torna o incesto um crime seja abolida. Tornei-me chefe da família e tive que proteger minha irmã. Ela é muito sensível, mas nos ajudamos durante esse período muito difícil e, eventualmente, esse relacionamento se tornou físico”.

Os irmãos tem 4 filhos juntos e lutam para legalizar o incesto
Os irmãos tem 4 filhos juntos e lutam para legalizar o incesto (Foto: Reprodução/cas.sk/The Mirror)

Apesar de já ter vivido uma relação com outra mulher, ele insistiu: “A gente nem sabia que estava fazendo algo errado quando começamos a dormir juntos. Não pensamos em usar camisinha. Não sabíamos que era ilegal dormir juntos. Nossa mãe não teria aprovado, mas os únicos que devem nos julgar agora somos nós.”

Susan defendeu sua união, explicando que eles não se conheciam quando cresciam, pois seu irmão se mudou aos três anos de idade, quando seu pai já falecido o atacou com uma faca. Ela acrescentou: “Nós não nos conhecemos na infância, não é o mesmo para nós. Nós nos apaixonamos quando adultos e nosso amor é real. Não há nada que possamos fazer sobre isso. Nós dois fomos atraídos um pelo outro e então a natureza tomou conta de nós. Era tão simples. O que mais poderíamos fazer? Seguimos nossos instintos e nossos corações.”

Seu irmão foi submetido a uma vasectomia em uma tentativa de mudar a opinião dos tribunais para permitir que ele vivesse com sua irmã sem o risco de mais tempo na prisão. Ele acrescentou: “Não há razão para eles me prenderem agora. Não quero voltar para a prisão e sei que nunca irão nos deixar voluntariamente. Se alguém duvida do nosso amor, deve apenas ver que não seremos separados.”

As leis de incesto da Alemanha foram introduzidas pelos nazistas. Atualmente, existem 22 nações ao redor do mundo que não criminalizaram o incesto, incluindo França, Argentina, Brasil, Japão, Coréia do Sul e Turquia. A prática é punível com a morte em países como Afeganistão, Irã, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Nigéria. É ilegal no Reino Unido, punível com prisão perpétua.