Irmãs que moram em estados diferentes morrem de covid-19 no mesmo dia

Ivonete, de 60 anos, e Izolda, de 51, moravam no Rio Grande do Norte e em Fortaleza, respectivamente, e faleceram no mesmo dia após se contaminarem com o novo coronavírus na mesma época

Resumo da Notícia

  • Na última segunda-feira, duas irmãs que moram em estados diferentes faleceram por causa de complicações da covid-19
  • Ivonete, de 60 anos, vivia no Rio Grande do Norte, enquanto Izolda, de 51, morava com o marido em Fortaleza
  • O sobrinha das irmãs comentou que as duas se contaminaram na mesma época e precisaram ser internadas pouco tempo após testarem positivo

Na última segunda-feira, duas irmãs falecerem após se contaminarem com a covid-19 e sofrerem com complicações causadas pela doença. Ivonete Peixoto do Nascimento Santos, 60, e Izolda Peixoto no Nascimento Pinheiro, 51, moravam em estados diferentes e vieram a óbito no mesmo dia.

-Publicidade-

As duas nasceram no Vale do Açu, no Rio Grande do Norte, mas Izolda vivia em Fortaleza, no Ceará. Lá, ela era pastora evangélica e trabalhava junto com o marido no ministério. Ivonete, também conhecida como Nininha, ainda vivia no estado natal e era professora aposentada.

Airton Luz, de 30 anos, advogado e sobrinho de Ivonete e Izolda, comentou que as duas tias foram contaminadas pela doença na mesma época e precisaram de internação. Após sofrer com complicações, ambas faleceram no mesmo dia. De acordo com Airton, a notícia do óbito das familiares chegou praticamente na mesma hora, durante a tarde da segunda-feira.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está chegando! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos vai acontecer no dia 1 de junho, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

As irmãs Ivonete e Izolda faleceram no mesmo dia por causa da covid-19 (Foto: Reprodução G1 / Acervo Pessoal)

O tempo entre o contágio e o falecimento das irmãs foi aproximadamente de 30 dias. Intubada no Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, Ivonete era diabética e precisou ser internada apenas dois dias depois de ter testado positivo para covid-19. Já Izolda permaneceu em casa, isolada, mas após sete dias começou a tossir, teve baixa saturação e precisou ser internada.

“Elas saiam pouco de casa, estavam mais isoladas. A situação aqui na região está difícil”, Airton contou. “A família está triste com a grande perda, mas crendo que Deus está no controle de todas as coisas e que nesse momento minhas tias estão ao lado do pai”, disse em entrevista ao G1.

Em uma nota de pesar, a Câmara Municipal de Pendências lamentou o falecimento de Ivonete e Izolda. Em solidariedade, a prefeitura decidiu suspender as atividades presenciais na rede de ensino onde a irmã mais velha lecionava, como sinal de luto.