Família

Irmãs reencontram pai depois de 34 anos desaparecido

O pai sumiu quando foi garimpar na Serra Pelada, na década de 1980

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

O pai desapareceu por 34 anos (Foto: Fabíola Bezerra Gomes/Arquivo Pessoal)

Depois de décadas de procura, duas irmãs conseguiram encontrar o pai que estava desaparecido desde a década de 80. O homem tinha ido trabalhar como garimpeiro na Serra Pelada e nunca mais voltou. As duas moradoras de Natal conseguiram identificar um idoso de 67 anos que morava em uma fazenda em Goiás, depois de buscas pela internet e a ajuda da Polícia Civil.

Fabíola Bezerra Gomes, de 34 anos é a mais nova de três irmãos, e Maria de Fátima, a irmã mais velha, fizeram empréstimo para viajar até o município goiano e reencontrar o homem que supostamente seria o pai delas. Quando Manoel foi para Serra Pelada, a família não teve mais notícias. A mãe e os três filhos sobreviviam como podia. Fabíola contou ao G1 que sempre teve curiosidade de conhecer o pai.

“Eu nunca acreditei que meu pai estivesse morto. Sempre pedi a Deus para ter uma notícia dele. O Dia dos Pais era muito triste, ver os outros filhos com seus pais. Até que um dia eu entrei em um site de procura de pessoas desaparecidas”, disse Fabíola.

A filha mais nova buscou o pai sem parar (Foto: Fabíola Bezerra Gomes/Arquivo Pessoal

A irmã mais nova contou sobre as buscas incessantes pela internet até que ela descobriu o título de eleitor do pai. “Eu descobri o título de eleitor dele, vi que ele votou uma vez em uma escola na cidade de Goiás. Liguei para a Polícia Civil e um papiloscopista me ajudou, encontrando ele em uma fazenda onde ele trabalha”, completou. Sendo assim, as irmãs pegaram as malas e foram para Goiás.

Maria e Fabíola ficaram uma semana na fazenda onde se reaproximaram do pai. Manoel não revelou o motivo de ter sumido por tanto tempo, e as filhas respeitaram. “O que passou, passou. A gente quer saber é daqui para frente. Ele disse que vai para Natal em novembro ou dezembro, que ele quer passar o aniversário de 68 anos dele com a gente”, disse Fabíola ao G1.

Leia também:

Adolescente diz ser menino desaparecido há 7 anos: “Eu só quero chegar em casa”

Filho de homem desaparecido em Brumadinho faz vaquinha para tentar chegar à cidade

Menino descobre que está há 13 anos na lista de crianças desaparecidas e consegue reencontrar a mãe