Família

Isabella Fiorentino conta qual a melhor parte de ser mãe de trigêmeos

A apresentadora e modelo é mãe de Nicholas, Bernardo e Lorenzo

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Isabella Fiorentino é mãe dos trigêmeos Bernardo, Nicholas e Lorenzo, de 7 anos. A apresentadora e modelo, apesar de ser muito participativa na vida dos filhos, assume que gostaria de ser mãe em tempo integral. Batemos um papo com ela e fizemos 20 perguntas sobre maternidade. Dá uma olhada:

1. O melhor de ser mãe é… Ser exemplo pro filho e se tornar uma pessoa melhor a cada dia.
2. O pior de ser mãe… São as noites mal dormidas.
3. É melhor ser mãe ou ser filha? Ser filha é muito bom, mas ser mãe é a coroação de todos os meus sonhos.
4. Sua culpa como mãe é… Não ser presente 100% do tempo.
5. Você não tem culpa nenhuma quando… Perco a hora de levá-los para a escola e peço para o meu marido.
6. Qual sua definição de felicidade? Estar junto da minha família.
7. O papel da mãe é… Servir de modelo e jamais se esquecer que esse é um papel muito nobre.
8. Você sente que seu companheiro está arrasando quando… Ele consegue dominar a hora da comida, porque eu não consigo (risos).
9. Qual seu estado de espírito agora? A ponto de explodir de alegria!
10. Mãe também é gente quando… Resolve sair com as amigas.
11. Você tem uma heroína da vida real? Minha mãe, sem dúvidas.
12. Se você não fosse você, quem gostaria de ser? Uma médica.
13. Qual foi o livro que mais marcou sua vida? Os Catadores de Conchas, de Rosamunde Pilcher.
14. O paraíso é… Meu quarto!
15. O inferno é… O trânsito com crianças com fome (risos).
16. Minha família é… A base de tudo que eu sou e de tudo que eu sei que eu ainda vou realizar.
17. Me sinto uma supermãe quando… Olho para os meus filhos e vejo as pequenas atitudes deles.
18. O que mais aprendi com os meus pais… O respeito com os mais velhos.
19. E com os seus filhos… A não desistir, ir atrás do que a gente quer.
20. Onde quero estar daqui a 10 anos… Eles vão estar com 18 anos, então eu quero estar na balada com eles!

Leia também:

Isabella Fiorentino e Marcos Mion participam de campanha sobre preconceito contra autistas

</