Itália usa capacete-termômetro para identificar passageiros com coronavírus em aeroporto

Um novo equipamento criado na China permite medir a temperatura das pessoas e identificar quem apresenta febre

Resumo da Notícia

  • Um novo equipamento feito na China está sendo usado em aeroportos para sinalizar pessoas com febre
  • A tecnologia é mais uma criação no combate ao coronavírus
  • O capacete está sendo mais um ajudante
O capacete-termômetro mede a temperatura das pessoas (Foto: reprodução/Franceinfo)

A pandemia do coronavírus mobilizou o mundo. Uma das áreas mais afetadas nesse período foi a ciência, com novas criações e avanços tecnológicos. Um deles é o capacete-termômetro, que foi inventado na China.

Na época em que foi criado, durante o pico da epidemia no país asiático, os oficiais da polícia comemoraram a criação nas mídias. Com aspecto futurista, o equipamento serve para medir a temperatura do corpo dos passageiros com objetivo de identificar quem está com febre.

Ele funciona através de uma câmera térmica que faz a análise da temperatura e, em caso de febre, alerta o responsável. O capacete já foi adotado no principal aeroporto da Itália, Roma Fiumicino, uma vez que o país chegou a ser epicentro da doença.

Embora seja novidade, o objeto já ganhou algumas versões, sendo a chinesa mais sofisticada, com reconhecimento facial que além de desempenhar a função acima, também consegue captar a identidade daquela pessoa.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!