Jovem tatua código com risada da mãe que morreu de covid-19

Em Rondônia, Rafael Vaz decidiu eternizar a mulher com tatuagem criativa

Resumo da Notícia

  • Um jovem em Rondônia decidiu eternizar a mãe de um jeito muito especial
  • Marlene, aos 53 anos, foi uma das vítimas da covid-19 no Brasil
  • Por causa dela, Rafael Vaz escolheu tatuar um código, que leva diretamente a uma gravação da risada da sua mãe
  • A homenagem foi sucesso nas redes!

Rafael Vaz, aos 30 anos, foi uma das muitas pessoas afetadas pela perda de familiares e entes queridos para a covid-19. Aos 53 anos, Marlene, mãe do jovem, não resistiu às complicações da doença, e faleceu. Contudo, para eternizar a memória da, segundo ele, “melhor amiga”, Rafael fez uma tatuagem muito criativa!

-Publicidade-
O código leva a uma gravação da risada de Marlene (Foto: Reprodução/ G1)

Em Roraima, ele tatuou um código – que, a partir de um aplicativo, leva diretamente a uma gravação da risada de Marlene. A ideia fez muito sucesso nas redes e, sobre isso, Rafael comentou, em vídeo publicado, “Te perdi há 180 dias, mas sua risada ficou tatuada em mim, essa é a canção que eu mais amo escutar”.

Para o G1, Rafael contou que esse foi um difícil momento de sua vida. “Perder, em todos os sentidos, é muito doloroso. Mas perder a mãe é algo ‘fora do sério’. Minha mãe tinha muitos sonhos e foi interrompida por esse vírus“, desabafou. A gravação da risada foi, segundo relato à Rede Amazônica, em viagem entre mãe e filho. “Minha mãe chegava a soluçar de tanto rir”.

Rafael, de 30 anos e a mãe, Marlene, de 53 (Foto: Reprodução/ Instagram)

Marlene faleceu dia 8 de fevereiro deste ano. Rafael contou que a mãe ficou 29 dias na UTI de um hospital em Jaru, Rondônia – cidade que mora com a família. Contudo, piora no quadro de saúde de Marlene a levou a ser internada em Porto Velho, onde veio a falecer.