Juíza nega pedido de Dj Ivis que proibiria ex de falar e postar vídeos sobre agressão

Após ter as gravações dos abusos contra a mulher divulgados na internet, o músico entrou na justiça e acusou a moça de calúnia

Resumo da Notícia

  • Pamella Holanda compartilhou vídeos sofrendo agressão doméstica por DJ Ivis
  • O artista pediu para que a mulher fosse proibida de falar sore as agressões, mas teve pedido negado pela justiça
  • O DJ tentou se defender nas redes sociais
  • Eles são pais de uma bebê de apenas 9 meses, Mel

O advogado do DJ Ivis pediu neste domingo, 11 de julho, para que Pamella Holanda removesse as fotos e vídeos em que o músico aparece agredindo a mulher. O pedido foi negado pela juíza Maria José Sousa Rosado de Alencar, da Comarca de Fortaleza.

-Publicidade-

Imagens e vídeos que mostram os abusos sofridos nas mãos do DJ foram divulgados pela própria Pamella no domingo, e chocaram os internautas e fãs do músico. Ivis também pediu para que a mulher fosse proibida de comentar sobre o assunto com a imprensa, mas o pedido foi  imediatamente negado na Justiça.

Dj Ivis teve pedido negado pela justiça (Foto: Reprodução / Diário do Nordeste)

De acordo com o portal G1, os advogados do artista iniciaram um processo de defesa justificando que a mulher comunicou fatos mentirosos relacionados à violência doméstica. Eles disseram que as mentiras veiculadas na internet são “prejudiciais a sua reputação” e apontaram o ato como calúnia.

A juíza  afirmou que é “impossível analisar o pedido, além do que a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria afronta ao direito fundamentada livre expressão da imprensa”. Na decisão, ela informou que não verificou o conteúdo divulgado por Pamella e disse: “A falta de veracidade ou eventuais excessos veiculados em matérias de internet deverão ser apurados posteriormente, sendo incompatível com o regime de plantão judiciário, pelo que deixo de acolher os pedidos formulados em tutela de urgência”

O artista é paraibano mas mora no Ceará. O processo foi encaminhado para a Comarca da cidade de Eusébio, em Fortaleza, onde mora. Após a divulgação dos vídeos e do relato das agressões, o músico se pronunciou dizendo que ele e Pamella não estavam vivendo “uma relação saudável há algum tempo”. Ele confirmou as agressões e disse que vinha sendo ameaçado, sem dar muitos detalhes.

O DJ contou: “Já faz uma semana que estamos separados de fato. Estamos tentando de todas as maneiras que tudo isso tenha uma solução. Temos uma filha que não precisa viver no meio de conflitos. Desde a separação, semanalmente, envio um valor para as despesas, já deixei pago pediatra e vacinas da nossa filha”.

DJ Ivis se pronunciou nos stories do Instagram (Foto: Reprodução/ Instagram/ @djivis)

Nos stories do Instagram ele disse: “Sempre tentei fazer de tudo para que isso não chegasse ao extremo. E, como eu disse, tenho como provar tudo, nada vai justificar a reação que eu tive, mas não aguentava mais ameaças”. E continuou: “Eu não vou ter raiva do que as pessoas estão falando de mim, porque eu não posso. As pessoas estão reagindo do que estão vendo, mas estão comentando as coisas que não sabem”.

Para se defender, o cantor mostrou amostrou a imagem de um Boletim de Ocorrência que fez contra Pamella ainda no dia 13 de março. No documento, Ivis diz que a mulher “não admite de forma alguma o fim do relacionamento” e que inclusive ela “Ameaça se jogar do condomínio e sumir com a filha”. Ele conclui: “Saí de casa e tenho assumido todas as despesas da filha. Foi feita a denúncia, mas ainda não fui ouvido. Tudo será devidamente provado e esclarecido com o tempo”.