Juliette canta em homenagem fortíssima no dia que irmã completaria 29 anos

Deixando a casa do BBB21 e o público emocionados, Juliette lembrou do aniversário da irmã com a música “Dona Cila”, de Maria Gadú e fez uma oração

Resumo da Notícia

  • Juliette fez uma homenagem para a irmã que perdeu aos 19 anos
  • Julienne tinha uma má formação no cérebro, que foi descoberta tarde demais
  • Na área externa da casa do BBB21, Juliette se reuniu com os participantes e fez uma oração para a irmã

Neste sábado, 3 de abril, Juliette Freire, que está na 21ª edição do Big Brother Brasil, emocionou os participantes da casa, e também o público, ao contar que hoje a irmã estaria fazendo aniversário. Julienne, que era chamada carinhosamente de Eninha pela advogada, faleceu aos 17 anos enquanto ela tinha 19.

-Publicidade-

Na área externa da casa do BBB21, Juliette cantou a música “Dona Cila”, de Maria Gadú, para homenagear a irmã. A advogada estava com João, Camilla, Pocah, Thaís e Viih Tube, que aproveitaram o momento para fazer uma oração à Julienne. Pelo Twitter, diversos internautas se solidarizaram e ficaram emocionados.

“Eu não tô chorando com a Juliette cantando pra irmã não né? Que Deus abençoe e conforte o coração dela”, escreveu a cantora Lexa. “Eu estou desidratado de chorar com a Juliette cantando Dona Cila para a irmã dela que faleceu”, disse um fã. “Estou chorando e não é pouco”, completou mais uma.

-Publicidade-
Juliette Freire perdeu a irmã caçula por causa de uma má formação no cérebro (Foto: Reprodução / Instagram)

No perfil oficial da Juliette, a equipe também se manifestou: “Momento lindo dessa madrugada, pois hoje seria o aniversário de Julienne, carinhosamente chamada de Eninha, irmã de Juliette. A música Dona Cila, que diz “vai chegar a rainha, precisando dormir” é tão especial porque foi um jeito que ela encontrou de assimilar a partida da irmã. Que onde esteja, esteja em paz e com Deus”.

Juliette apelidou carinhosamente a irmã de Eninha (Foto: reprodução / Instagram)

Em janeiro, Washington Feitoza, irmão mais velho de Juliette, contou sobre a história de Julienne em entrevista ao Extra. “Ela nasceu com uma má formação no cérebro. Dos 7 anos aos 17 poderia morrer a qualquer momento. Só que ninguém sabia disso, nem mesmo ela”. Após passar mal e ser internada, os médicos comentaram que ela não iria sobreviver nem mais um mês. “28 dias depois, ela partiu”, concluiu emocionado.