Juliette fica emocionada ao lembrar últimos momentos ao lado da irmã

Durante o segundo episódio da série documental “Você Nunca Esteve Sozinha”, apresentada pela Globoplay, Juliette contou como foram os últimos momentos de vida ao lado da irmã, Julienne

Resumo da Notícia

  • Juliette relembrou os últimos momentos em vida da irmã ao lado dela
  • Julienne faleceu aos 17 anos após um AVC hemorrágico
  • A ex-BBB contou como foi o último contato com a caçula durante o segundo episódio da série documental "Você Nunca Esteve Sozinha"

Durante o segundo episódio da série documental “Você Nunca Esteve Sozinha”, apresentada pela Globoplay, Juliette contou como foram os últimos momentos de vida ao lado da irmã, Julienne, que faleceu após ter um AVC (Acidente Vascular Cerebral) aos 17 anos.

-Publicidade-

A vencedora do BBB21 contou que a irmã nunca teve problemas de saúde, mas um dia deu entrada em um hospital após passar mal. “Ela tremia. Pedi um cobertor para cobrir mas não tinha, me deram papel higiênico. Peguei o rolo de papel e fui cobrindo a Julienne”, relatou Maria de Souza, avó das duas. Foi Juliette que perguntou para uma enfermeira qual era o diagnóstico da irmã, que disse: “Eu acho que é meningite ou AVC. Se eu fosse você, dava um jeito de tirar ela daqui”.

Juliette decidiu tirar a irmã do hospital onde estavam de qualquer jeito para levar Julienne para outro lugar, onde ela poderia ter um tratamento mais assertivo. “Eu pedi uma maca, o moço disse: ‘Não pode’. Respondi que era para um minuto, e saí com a maca. Botei ela na ambulância, só fomos eu e ela dentro. Nem amarrar o cinto eu sabia, travei nas duas pernas e sentei em cima, segurando para não cair”, explicou.

Juliette relembrou os últimos momentos ao lado de Julienne, sua irmã mais nova (Foto: Reprodução/ Instagram)

A ex-namorada de Julienne contou que Juliette não mediu esforços para conseguir ajudar a irmã. “Eu consegui ver esse lado leoa quando ela tentou resolver a situação. Em questão de horas ela conseguiu transferir a irmã dela de hospital”, disse. No novo hospital, Julienne foi levada para a UTI e seu diagnóstico era AVC hemorrágico. “Ela não conseguia falar porque estava com metade do corpo paralisado. Pensei: ‘Vou fazer uma piada para ver se ela está me escutando. Ainda bem que tu fizeste depilação, né?’. Ela riu, estava consciente”, relembra.

Poucas horas depois, Julienne entrou em coma e precisou ser levada para o centro cirúrgico para que pudessem drenar o sangue do cérebro. Antes disso, Juliette entrou na UTI para fazer uma oração e desejar boa sorte para a caçula. “Eu me ajoelhei e peguei a mão dela. Falei: ‘Eninha, se você estiver me escutando, aperta’. Ela apertou. O médico disse que eram espasmos, mas eu disse que não era. Falei: ‘Pisca o olho, por favor’. Ela piscou. Falei: ‘Pisca duas vezes’. Ela piscou duas vezes'”. Infelizmemente, horas após o início da cirurgia, Julienne não resistiu e faleceu.

Os anos após a morta da irmã caçula foram muito tristes para Juliette. “Até hoje é doloroso falar. Ela se enterrou com a Julienne”, conta Sayane Gomez, amiga próxima da ex-BBB. “Eu perdi minha fé, perdi tudo. A minha mãe ficava desesperada. Todos os dias ela ia chorar na minha cama. Eu não tinha escolha. Ia matar minha mãe também. Não podia fazer isso com ela. Engoli no seco e falei: ‘Vou viver. Não vou fazer isso com a senhora'”, lembrou.