Juliette se emociona ao contar que realizou propósito que a fez entrar no BBB: “Minha mãe terá escolha”

A ganhadora da vigésima primeira edição do Big Brother Brasil contou que esse sempre foi o seu propósito no programa

Resumo da Notícia

  • Juliette finalmente pôde pagar a cirurgia da mãe com o prêmio do BBB21
  • Ela foi a campeã da vigésima primeira edição do programa, e falou que entrou no reality com esse propósito
  • Dona Fátima dependia de uma cirurgia delicada no coração porque corria o risco de ter um AVC

Juliette finalmente pôde pagar a cirurgia da mãe com o prêmio do BBB21. A ex-sister contou que aproveitou o lançamento do novo disco para financiar o procedimento que curaria o “buraco” que Dona Fátima possui no coração – que fazia com que ela corresse o risco de ter um AVC.

-Publicidade-

“Eu entrei no ‘BBB’ com um propósito, que era fazer operação da minha mãe. Ela tinha um problema no coração, que a qualquer momento ela poderia ter um AVC. Agora, quando eu fiz blackout no meu disco, eu aproveitei para fazer a cirurgia dela. Graças a Deus, deu tudo certo. O buraquinho que ela tinha no coração era enorme. Eu passei esse momento ao lado dela. Eu estou muito grata, muito feliz e isso era meu maior objetivo! O meu desafio é administrar as coisas boas”, contou Juliette. Ela ainda se afastou das redes sociais – nas quais possui mais de 30 milhões de seguidores – para acompanhar o procedimento da mãe.

Juliette contou durante programa que ensinou a mãe a escrever (Foto: Reprodução/ Instagram)

Segundo a ex-sister, esse é um importante momento de sua carreira: já que está dando para a sua mãe o que não pôde dar para a falecida irmã. “A minha irmã morreu num hospital público, e ela não teve escolha, e a minha mãe agora vai ter. Se ela quiser operar no melhor hospital, com os melhores médicos, ela vai escolher. Se ela não quiser, eu vou respeitar”.

No programa, a campeã chegou a contar aos outros participantes sobre o problema de saúde da mãe. “Ela tem um ‘buraquinho’ no coração. Ela teve um AVC porque precisava fechar… e teve a pandemia, e ela não pode. Mas, se ela quiser… Porque é uma opção”, disse, na época.