Justiça irá decidir como ficará a situação do bebê deixado em linha de trem

O caso aconteceu no último sábado, 27 de novembro, em Sorocaba. A mãe da criança foi pega em flagrante e presa por abandono de incapaz

Resumo da Notícia

  • Um bebê de apenas 1 ano foi abandonado em uma linha férrea
  • O caso aconteceu no último sábado em Sorocaba
  • A justiça ainda irá decidir o que acontecerá com ele

A situação do bebê abandonado pela mãe em linha férrea, no último sábado, 27 de novembro, em Sorocaba, interior de São Paulo, será decidido pela justiça. Os irmãos da criança estão incluídos no processo.

-Publicidade-

As crianças já foram afastadas dos genitores e foram acolhidos em um abrigo, pelo Conselho Tutelar, segundo Cristina Palma, promotora da Infância e Juventude de Sorocaba. A decisão será tomada em segredo.

O bebê de apenas 1 ano foi deixado pela mãe na linha de trem de Sorocaba
O bebê de apenas 1 ano foi deixado pela mãe na linha de trem de Sorocaba (Foto: Reprodução G1)

“Tivemos casos fortes nestas semanas e é esta a importância de denunciar, avisar as autoridades quando tiver criança em situação de sofrimento. Vizinhos devem acionar o Conselho Tutelar”, afirmou.

A mãe foi presa em flagrante, mas já foi liberada. No entanto, terá de cumprir medidas cautelares pela justiça. Além de ser encaminhada para um atendimento de dependência química.

Entenda o caso

Um bebê de apenas 1 ano foi abandonado na linha férrea do Jardim Nova Esperança, em Sorocaba, cidade do interior de São Paulo. Ele está sob os cuidados do Conselho Tutelar e a mãe da criança foi pega em flagrante.

O bebê foi encontrado por uma equipe da Guarda Civil Municipal, que ouviu um choro durante um patrulhamento na região. Ao chegarem ao local, encontraram a criança sozinha nos trilhos do trem.

A Guarda Civil Municipal, então, acionou o Conselho Tutelar. Logo após isso, a mãe do bebê apareceu e disse que o tinha deixado apenas para comprar cigarro. Um conselheiro tutelar identificou mais duas crianças e um adolescente na casa da mulher e viu que um deles tinha sinais de maus-tratos e mancava.

Todas as crianças, o adolescente e a mulher foram levados a um hospital na Zona Oeste de Sorocaba e receberam os cuidados necessários. O caso foi acompanhado por uma assistente social e a ocorrência foi registrada na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). A mulher foi presa por abandono de incapaz.