Karina Bacchi abre o jogo sobre pai biológico de Enrico

O pai do menino é o marido de Karina, o empresário Amaury Nunes. Após receber uma série de perguntas sobre a relação dele com Enrico, Karina e Amaury decidiram esclarecer as dúvidas dos internautas

Resumo da Notícia

  • Enrico foi concebido por meio de uma produção independente e que o sêmen para a fertilização in vitro foi doado
  • Amaury conheceu o menino desde quando ele tinha 20 dias de vida e atualmente ele já adotou Enrico oficialmente
  • Karina explicou que apesar da semelhança entre pai e filho, Amaury realmente não é o pai biológico de Enrico

Karina Bacchi abriu o jogo e falou sobre o pai de Enrico, três anos durante um vídeo para o Canal no Youtube. O pai do menino é o marido de Karina, o empresário Amaury Nunes. E após receber uma série de perguntas sobre a relação dele com Enrico, Karina e Amaury decidiram esclarecer as dúvidas dos internautas.

-Publicidade-
Karina e Amaury decidiram esclarecer as dúvidas dos internautas (Foto: Reprodução / Youtube)

Apesar da maioria dos internautas saberem que Enrico foi concebido por meio de uma fertilização in vitro,  algumas pessoas passaram a questionar sobre se o doador seria o próprio Amaury. As dúvidas ficaram ainda maiores após Amaury publicar fotos de quando criança, mostrando que ele era muito parecido com Enrico.

Agora, a influencer explicou que apesar da semelhança entre pai e filho, Amaury realmente não é o pai biológico de Enrico. “Para quem não sabe o Enrico foi gerado através de fertilização in vitro, com um doador anônimo, eu não conheço. Não é o Amaury, apesar de ter muita foto do Amaury pequeno que parece demais com o Enrico. Nós conhecemos o Amaury quando o Enrico tinha 20 dias e foi se criando esse laço”, explicou ela.

-Publicidade-

Amaury também falou sobre como foi a construção da relação com menino. Ele conhece o menino desde quando ele tinha 20 dias de vida e atualmente ele já adotou Enrico oficialmente. “Eu acho que foi muito natural, eu entendi que era uma situação que se eu me encaixasse ali, eu poderia vir a ser o pai do Enrico. Primeiro eu entendi que era uma produção independente, porque eu não sabia, mas a partir do momento que eu entrei na sua casa e peguei o Enrico no colo, se não me engano foi no segundo dia. Ele todo pequenininho ali. A gente não teve marido e mulher, já foi mãe, pai e filho”, contou o papai famoso.

Karina explicou que apesar da semelhança entre pai e filho, Amaury realmente não é o pai biológico de Enrico (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário também falou sobre o momento que o Enrico o chamou de pai pela primeira vez. “Depois de um tempo, ele começou a falar as palavrinhas, falou um mamãe e não falava papai ainda. Mas foi tão natural, eu não criei expectativa, a gente foi convivendo e ele é meu anjinho, meu presente. Quando ele me chamou de pai pela primeira vez, eu me senti muito emocionado, foi que a ficha caiu de fato. E foi antes do processo de adoção”.

Karina Bacchi decidiu iniciar o processo de adoção de Enrico por Amaury na renovação de votos deles de um ano de casados. Ela surpreendeu Amaury, que já desejava isso há bastante tempo, durante a cerimônia dos votos. “Esse momento foi o dia mais emocionante da minha vida, mais até do que o nosso casamento”, confessou o empresário.

A digital influencer também falou sobre o que lhe levou a decidir entrar com o processo de adoção. “A história foi se fortalecendo, logo de cara eu não sabia. Eu senti algo tão bom que eu tinha medo de estar me iludindo, eu fui assim, cada passo de uma vez. Porque eu tinha uma missão muito grande de ser mãe, me preocupei da gente se casar, ter estabilidade no relacionamento. E no momento que eu vi que não tinha mais jeito, vocês são uma dupla dinâmica, é tão bonito esse amor, ver a alegria nos olhos de Enrico quando vai te abraçar e quando a gente renovou os votos eu falei: é agora”, disse Karina.

Confira o vídeo

-Publicidade-