Karol Conká fala sobre infância com o pai ao refletir sobre participação no BBB21

Rapper esteve no programa Mais Você, da TV Globo, após ser eliminada do reality show com o maior número de rejeição da história, alcançando 99,17% de votos

Resumo da Notícia

  • Karol Conká abriu o jogo em entrevista com a Ana Maria Braga no programa Mais Você, da TV Globo
  • A rapper foi eliminada com o maior número de rejeição da história do BBB, alcançando 99,17% de votos
  • Karol Conká ainda falou que confinamento despertou muitos traumas de infância

Karol Conká, que participou do BBB21, esteve no  programa Mais Você, da TV Globo, na manhã desta quarta-feira, 24 de fevereiro. A cantora foi eliminada do reality show com o maior número de rejeição da história do BBB, alcançando 99,17% de votos.

-Publicidade-
Karol Conká faz desabafo após eliminação no BBB21 (Foto: Reprodução / Gshow)

Durante o programa, Karol Conká disse que fez uma reflexão após a saída do programa. “Passei a noite com meu filho e com minha mãe. Sou a nova Carminha ou a nova Nazaré (vilãs de novelas). Pretendo melhorar, mas a vilã que surgiu no programa, não é o que sou aqui fora. Caso contrário, não teria conquistado o que conquistei antes”, disse.

A rapper ainda disse que ‘surtou’ durante o confinamento. “Dentro da casa, a gente fica meio surtada. Eu tenho que reconhecer meus erros e dizer que estou disposta a melhorar”, disse. “Causei perturbação na casa. Acabei fazendo com que os outros ficassem tristes”, completou.

-Publicidade-

Karol também disse que se sente envergonhada pela situação que causou com Carla Diaz, após sentir ‘ciúmes’ de Arcrebiano e pediu desculpas às famílias. “Estou passando vergonha em rede social. Não tinha visto a cena ainda. Realmente, acreditei naquilo [que a Carla estava investindo em Arcrebiano]. Estava me sentindo bastante carente. Que vergonha”, disse. “Fui loucona no rolê. Eu realmente ‘passei’ [do ponto]. Fui falar com ela, acabei explodindo. Estava com álcool na cabeça. Peço perdão ao Bil, à família dele, a Carla e à família dela. Me desculpem mesmo”, disse.

Segundo a Karol Conká, o confinamento despertou muitos traumas de infância. “Eu me considero uma pessoa segura, mas dentro eu fiquei insegura. Tenho problemas pessoais e se eu soubesse que iria reagir daquele jeito”, disse. Ao ser questionada por Ana Maria Braga sobre quais seriam esses problemas, ela disse: “São traumas, gatilhos. Com o Lucas, eu lembrava de momentos que passei com meu pai. Não sei resolver as coisas com carinho, mas sei que isso não justifica nada. São questões que descobri na casa. Lá, fiquei muito vulnerável estou colhendo o que plantei”, disse.