Kobe Bryant e esposa tinham acordo de não voarem juntos antes de acidente que matou pai e filha

O ex-atleta e Vanessa estavam juntos há mais de 20 anos

Ele tomou a decisão para ficar mais tempo com a família (Foto: reprodução / Instagram @kobebryant)

De uns anos para cá, era comum que Kobe Bryant andasse de helicóptero para fugir do trânsito de Los Angeles. Com o costume, a ideia de fazer um acordo com a esposa, Vanessa, se tornou viável para o casal: os dois nunca deveriam voar na mesma aeronave juntos.

-Publicidade-

Em entrevista à revista People, uma fonte próxima à família afirmou sobre o assunto: “Ele e Vanessa tinham um acordo que (estabelecia que) eles nunca voariam no mesmo helicóptero juntos”. O acidente, que aconteceu no último domingo, 26 de janeiro, matou Kobe, a filha do jogador Gianna, de 13 anos, e também outras sete pessoas.

Kobe e a filha morreram no acidente (Foto: reprodução / Instagram @kobebryant)

O ex-jogador e Vanessa eram pais de outras três meninas: Natalia, de 17 anos, Bianka, de três e Capri, de apenas sete meses. Em 2018, Kobe deu uma entrevista para falar sobre o motivo de ter passado a se locomover mais em helicópteros, e ele tem tudo a ver com a família.

-Publicidade-

“Eu estava sentado no tráfego. Tinha que descobrir uma maneira de continuar treinando e focando no trabalho, mas sem comprometer o tempo da família. Foi então que olhei para helicópteros, para poder descer e voltar em 15 minutos e foi quando tudo começou”, explicou de acordo com o site Monet.

Ele e a esposa estão juntos há mais de 20 anos (Foto: reprodução / Instagram @kobebryant)

Gigi, como era chamada pelos pais, era uma das promessas para o basquete. A filha do jogador sempre o acompanhada nos jogos e desde a aposentadoria de Kobe, ela se tornou uma das alunas da academia para jovens atletas do pai, a Mamba Academy.

Leia também:

Kate Middleton e Príncipe William escapam de acidente por não entrarem em helicóptero

Ex-jogador Kobe Bryant morre em acidente aéreo e deixa esposa e filhas

Vídeo: helicóptero distribui alimentos para animais sobreviventes aos incêndios na Austrália

-Publicidade-