Kyra Gracie desabafa sobre amamentação e conta como Malvino a ajudou nesse processo

A atleta conversou um pouco sobre a maternidade na live ‘AmaTalks’, produzida pela Maternidade Brasília

Resumo da Notícia

  • Kyra Gracie desabafa sobre amamentação
  • Ela contou que passou por algumas dificuldades com os três filhos
  • A atleta ressaltou a importância da rede de apoio nesse momento
  • Kyra é mãe de Ayra, Kyara e Rayan, frutos do relacionamento com Malvino Salvador

Kyra Gracie participou nesta segunda-feira, 30 de agosto, da live ‘AmaTalks’, produzida pela Maternidade Brasília. No evento, a lutadora de jiu-jitsu falou um pouco sobre as próprias vivências com a maternidade e, principalmente, com a amamentação.

-Publicidade-

A mãe de Ayra, Kyara e Rayan, comentou que, nos três filhos, a amamentação não foi uma tarefa fácil. “Eu amamentei meus três filhos, estou amamentando atualmente meu caçula, que vai fazer 8 meses. Mas não foi um glamour, foi muito difícil. Passei por momentos que questionei se iria continuar ou não, ainda mais no início”, contou ela.

Kyra Gracie desabafa sobre amamentação e conta como Malvino a ajudou nesse processo (Foto: Reprodução / Instagram)

Kyra contou que o primeiro choque de realidade veio com a chegada da primeira filha. “Eu fiquei: ‘ai, que maravilha, vou fazer igual minha mãe, que me amamentou até os dois anos’. Mas quando o leite chegou descobri que não era assim. Veio a dor do empedrar e tudo mais. Quando a hora chegava eu sabia que ia pra Lua e voltava, de tanta dor. Mas eu sabia da importância disso e me apoiei muito nos relatos de outras mães, que me ajudaram a entender que não era só comigo”, relembrou.

Depois da primeira experiência, Kyra comentou que acreditava que, a partir daí, as coisas seriam mais fáceis, já que teria mais prática. A realidade, no entanto, não se mostrou dessa forma. “Achei que na segunda seria melhor, mas as dores apareceram também”, relembra, contando que as dificuldades também vieram à tona com o terceiro filho. Ela comentou, inclusive, que no terceiro filho esse processo foi ainda mais complicado, pois ela teve duto entupido.

Apesar das dificuldades, a mãe nunca desistiu da amamentação, por saber da importância desse ato, tanto para ela quanto para o bebê e também para o vínculo dos dois. Nos momentos de dificuldades, ela ressaltou a relevância de ter uma rede de apoio e contou que Malvino Salvador, como pai, ajudou bastante nesse processo.

“Meu marido me ajuda para cuidar de mim enquanto tenho que amamentar, que às vezes a gente não consegue nem pegar uma água na hora que o filho está mamando. Meus pais moram perto de mim também, e me ajudam muito. Então eu fico menos estressada. Acho extremamente importante essa rede, quando possível”, ressalta Kyra.

Além da lutadora e influenciadora digital, o AmaTalks também contou com a participação de Dra. Sandi Sato, pediatra e gerente de qualidade na Maternidade Brasília e Especialista em Amamentação e  Gisele Padovan, comunicóloga, fundadora do Espichei ( rede de apoio às mães) e moderadora oficial do BB Seguros primeiros passos. Veja o evento na íntegra abaixo: