Kyra Gracie fala sobre dores e delícias da amamentação e mães se identificam

A lutadora é mãe de Ayra, 6 anos, Kyara, de 4, e Ryan, de oito meses

Resumo da Notícia

  • Nesta terça-feira, 10 de agosto, Kyra Gracie usou as redes sociais para falar sobre as dores e delícias da amamentação;
  • A lutadora é mãe de Ayra, 6 anos, Kyara, de 4, e Ryan, de oito meses;
  • Todos frutos de seu casamento com o ator Malvino Salvador.

Nesta terça-feira, 10 de agosto, Kyra Gracie usou as redes sociais para falar sobre as dores e delícias da amamentação. A lutadora é mãe de Ayra, 6 anos, Kyara, de 4, e Ryan, de oito meses – todos frutos de seu casamento com o ator Malvino Salvador.

-Publicidade-

Kyra compartilhou uma foto sorrindo, enquanto o caçula se alimentava e na legenda da publicação desabafou: “Cada mãe sabe o que é melhor para ela e para o seu filho. Nas minhas 3 gestações tive problemas na amamentação. Cada vez que os meus filhos queriam mamar, meu coração acelerava ao pensar na dor que viria”, começou.

Kyra Gracie amamenta Ryan (Foto: Reprodução / Instagram)

Em seguida, a mãe abriu o coração: “Muitas vezes pensei em desistir da amamentação. Tentei de tudo, coloquei casca de mamão, repolho gelado, óleos essenciais, fiz laser, compressa com água quente, drenagem…”

“Eu sempre quis amamentar, pois sei dos benefícios para a saúde e por isso lutei muito por esse momento. Foram quase 3 semanas para o meu corpo acostumar e depois só alegria e muito amor, uma conexão incrível com os meus filhos e um acalento quando o choro vem”, acrescentou.

Kyra Grace comemora melhora do filho e agradece os seguidores (Foto: Reprodução / Instagram @kyragracie)

Entretanto, a lutadora disse que amamentar Ryan tem sido mais difícil. “No meu terceiro filho foi mais difícil. Tive entupimento de ducto e é uma dor quase que insuportável. Essa foi a minha experiência com os meus filhos. Eu não questionaria quem não conseguiu seguir com a amamentação. É uma experiência única e diferente para cada mãe e está tudo bem”, finalizou. Na legenda da publicação, muitas mães se identificaram com o relato e contaram suas histórias.