Legado Digital: conheça novo recurso da Apple que permite adicionar herdeiros para acessar dados

O recurso foi criado como uma forma segura de repassar suas informações e dados a entes e pessoas queridas após sua morte

Resumo da Notícia

  • A Apple criou um recurso capaz de adicionar pessoas para acessarem seus dados após sua morte;
  • Apesar do tema delicado, a preocupação da empresa é garantir a segurança de dados;
  • Para obter os acessos da pessoa falecida, a pessoa deve enviar o atestado de óbito.

Apesar do tema delicado, todos passamos por um momento de luto. E em meio ao medo, as inseguranças e adaptações, as vezes nos deparamos com a situação de retomar dados digitais. Pensando nisso, a Apple criou um programa que permite ao usuário escolher herdeiros para acessarem os dados armazenados no iCloud após sua morte.

-Publicidade-

A função ‘Legado Digital’ está disponível para todos que possuem um ID Apple configurado em iPhones com iOS 15.2 ou superior. O recurso é uma forma bastante útil de garantir que dados importantes da sua conta não se percam após o falecimento, principalmente se levarmos em conta à necessidade quase universal de autenticação de acesso a informações pessoais por senhas e criptografias.

Em resumo, o Legado Digital é uma forma segura de transmitir informações após a sua morte — como fotos, documentos e anotações — a entes e pessoas queridas, eliminando a necessidade de compartilhar senhas e acessos pessoais à conta iCloud, responsável por armazenar os dados no aparelho da marca.

Os herdeiros são escolhidos pelo próprio usuário
Os herdeiros são escolhidos pelo próprio usuário (Foto: Priscilla Gragg)

A Apple garante que segue práticas rígidas de segurança, solicitando atestado de óbito e analisando a autenticação do pedido antes de liberar o acesso. Além disso, determinar que outras pessoas cuidem dos seus dados é uma forma de proteger o legado construído no mundo digital.

E caso os herdeiros escolhidos não tenham aparelhos Apple, não há problema, já que não há necessidade destes terem um ID Apple. Para dar entrada no processo, o herdeiro deve solicitar à Apple o acesso, e após liberado, terão até três anos para baixar, copiar ou apagar arquivos do aparelho celular. Depois do período limite, todos os dados serão excluídos.

As informações acima foram fornecidas pelo Olhar Digital. Para saber como ativar a função no seu aparelho, clique aqui!