Livraria histórica se reinventa e cria ‘drive-thru’ de livros durante pandemia de coronavírus

A Lello permanece aberta por 144 anos interruptos.Atualmente ela encontrou uma forma de continuar disponibilizando livros para os clientes, mesmo durante o isolamento social

Resumo da Notícia

  • Livraria cria 'drive-thru' de livros
  • Ela está aberta por 144 anos interruptos
  • Ao longo da história ela serviu de inspiração para escritoras, como J. K. Rolling, que escreveu Harry Potter
  • A livraria encontrou uma forma de continuar disponibilizando livros durante isolamento social
Livraria histórica se reinventa e cria ‘drive-thru’ de livros durante a pandemia de coronavírus (Foto: Getty Images)

Uma livraria em Portugal tornou-se a primeira a oferecer serviços de ‘drive-thru’ de livros. A iniciativa veio para cumprir com a missão, que é “pôr o mundo inteiro a ler, sempre que haja mundo, leitores e o que ler”, mesmo durante a pandemia.A livraria Lello conta com 144 anos de funcionamento interrupto e, ao longo de tantos anos de história, já serviu de inspiração para diversos autores, como J.K. Rolling, escritora de Harry Potter. Durante todo esse período, não é a primeira vez que Lello cria algo novo. Ela foi a primeira do mundo a cobrar um valor de visita – 5 euros – para organizar e arrecadar fundos com a enorme quantidade de turistas que recebe diariamente.

-Publicidade-

As portas da livraria se fecharam voluntariamente no dia 13 de março, com o propósito de incentivar o isolamento social proposto pelo governo português, a fim de evitar o aumento do número de casos do coronavírus. Para não deixar os clientes apaixonados por literatura sem novas histórias, ela se adaptou a crise, criando a própria forma de continuar distribuindo os livros.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-

-Publicidade-