Livro conta que príncipe William se recusou a conversar com a mãe após descobrir traição

O escritor Robert Lacey, autor do livro “Battle of Brothers”, abriu o jogo sobre a reação do primogênito de Lady Di ao ver uma entrevista dela e descobrir uma traição na família

Resumo da Notícia

  • Príncipe William teria chorado após descobrir traição da mãe
  • Lady Di contou em 1995, em um programa de TV, que havia se apaixonado por outra pessoa
  • A entrevista teve uma rápida repercussão e magoou o primogênito dela

A história de vida da família real sempre deu o que falar. Princesa Diana, mãe de Harry e William, foi traída pelo marido, mas também confessou em um canal de televisão não ter sido fiel ao casamento.

-Publicidade-
(Foto: Reprodução/Instagram @kensingtonroyal)

De acordo com o livro “Battle of Brothers”, escrito por Robert Lacey, a confirmação da traição foi muito difícil para William, primeiro filho da princesa com o príncipe Charles. A obra, que deve ser lançada no próximo dia 15, revelou que o primogênito chorou ao saber da notícia.

Em 1995, Lady Di deu uma entrevista para Martin Bashir e revelou que havia se apaixonado por James Hewitt, oficial do exército. A conversa rapidamente chegou aos ouvidos do mundo inteiro – inclusive de William, que na época tinha 13 anos. Segundo o livro, ele se recusou a falar com a mãe quando ela ligou para saber se estava tudo bem.

-Publicidade-

-Publicidade-