Família

Luana Piovani e Pedro Scooby: como (e quando) contar sobre novos relacionamentos para os filhos?

Garantir um divórcio sem trauma para a criança e dialogar são as principais formas de lidar com a situação

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Reprodução/Instagram)

Após nove anos de relacionamento e sete de casados, a atriz Luana Piovani e o surfista  Pedro Scooby anunciaram a separação no mês de março deste ano. Pais de Bem, Liz e Dom, o casal havia se mudado para viver com as crianças em Portugal no começo do ano.

Embora estejam separados, Luana e Scooby sempre se mostraram amigos e com um bom relacionamento nas redes sociais. O surfista até chegou a se pronunciar em defesa da atriz algumas vezes sobre críticas que ela recebeu de seguidores.

Depois que a notícia do namoro entre Scooby e a cantora Anitta invadiu as redes em meio às fotos da viagem do casal para Bali, na Indonésia, Luana resolveu se pronunciar através do Instagram sobre o novo relacionamento do ex-marido e a reação dos filhos.


“Um amiguinho do Dom mostrou a foto do pai beijando a nova namorada. Ele veio até mim, sorriu, e disse que tinha uma notícia ruim para me dar. Depois contou e veio me abraçar”, escreveu Luana, pela ferramenta Stories. A atriz afirmou que foi difícil passar por aquele momento, mas fortaleceu o filho e disse que o amor não morre. “Somos uma família e seremos sempre. Namoradas, virão algumas ainda”, finalizou.

Os seguidores da atriz mostraram apoio à atriz no Instagram. “Dom, você é incrível. Eu chorei lendo aqueles stories. Que coração, que sensibilidade. Não podia ser diferente, né, seu filho, a maçã não cai longe da árvore”, escreveu uma fã.

Como e quando contar sobre novos relacionamentos aos filhos?

Começar um novo relacionamento é tudo de bom. Mas quando esse momento vem após uma separação que deixou como fruto uma criança, é preciso lidar com a situação com cuidado e muito diálogo. Foi na base da conversa e do afeto que Luana explicou ao filho, de apenas 7 anos, sobre o novo namoro do pai. Garantir um divórcio sem trauma para a criança e dialogar são as principais formas de lidar com a situação.

“É necessário certificar que as crianças ou adolescentes entenderam os motivos da separação, e também os próprios pais. Eles devem preciso ter claro se já o momento de ter novos relacionamentos”, explica Adriana Cabana, psicóloga do Grupo Prontobaby.

A especialista explica que o assunto deve ser tratado com maturidade e transparência e reforça que a preparação para esse tipo de notícias para os filhos deve acontecer também entre os pais. O passo seguinte é frisar que o fato de o pai ou a mãe terem se separado, não significa que eles se separaram da criança. “O pai continua sendo o pai e a mãe continua sendo mãe, sem prejuízos para a família”.

Avaliar se o divórcio foi traumático também é essencial. “Será que a criança não vai achar que ele aquele relacionamento pode repetir em relação a separação difícil do pai e da mãe? Se houve trama, os pais devem garantir que a criança já superou”, defende Adriana.

Avalie como foi a separação

“Dependendo de como a separação se configure para os pais, a notícia sobre um novo relacionamento pode ser de alívio ou sofrimento. Alívio por acabar com brigas e angústias dentro de casa, sofrimento por se configurar como traumático, com mais brigas ainda”, compara a psicóloga.

Também é importante que os pais mantenham o diálogo com a criança e respeito com o tempo de cada uma. “O tempo de assimilação varia entre as crianças. Caso uma reação traumática ao divórcio se perdure por muito tempo e comece a causar prejuízos na vida escolar e laborativa dos filhos, a sugestão é procurar ajuda profissional para melhor orientação”, esclarece.

Leia também:

Com a separação dos pais, como fica a guarda da criança

Saiba como contar aos filhos sobre a decisão da separação

Luana Piovani conta como o filho descobriu sobre o namoro do pai e dá show na hora de lidar com a situação