Família

Luciele Camargo faz brincadeira com o marido e levanta suspeitas de gravidez

Ela ainda postou um stories dizendo que não está bebendo

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Luciele e o marido já são pai de duas crianças (Foto: Reprodução/Instagram @lucieledicamargo)

Luciele Di Camargo, mãe de Maria Eduarda e Davi, pegou todo mundo de surpresa ao consolar o marido, Denilson, depois da derrota do Palmeiras para o Internacional na Copa do Brasil.

A irmã de Zezé Di Camargo e Luciano postou uma foto de dois sapatinhos de bebê e fez com que tudo mundo fizesse a pergunta: “Será que vem bebê por aí?”. Além do par de sapatos, Luciele disse que Denilson deveria agradecer pela nova conquista da família.

“Mozão @denilsonshow fica triste não, palmeiras foi eliminado mas a vida tem grandes surpresas. E cada dia ela nos da mais uma chance de respirar e recomeçar. Hoje vc não tem só motivo de tristeza pelo seu verdão, mas sim um grande motivo para comemorar.
EU APRENDI A FAZER SAPATINHOS DE CROCHÊ. Parabéns para nós”.

Os fãs não se contentaram com essa desculpa do novo aprendizado da atriz e para ajudar, ela ainda postou uma coisa que deixou tudo mundo com duas pulgas atrás da orelha. “Indo ali na vizinha ver o povo tomar o vinho que não posso beber”, escreveu Luciane em um stories.

Luciele quis brincar com o marido, mas deixou a Internet inteira desconfiada (Foto: Reprodução/Instagram @lucieledicamargo)

 

Depois ela ainda publicou que não pode tomar vinho, tem coisa aí! (Foto: Reprodução/Instagram @lucieledicamargo)

Se tiver grávida, posso beber?

A ingestão de bebidas alcoólicas na gravidez é um assunto sério. A exposição do feto a qualquer tipo e quantidade de álcool pode acarretar problemas graves e irreversíveis ao bebê. Problemas que podem ser descobertos no nascimento ou mais tarde, conforme o desenvolvimento da criança e perpetuam-se pelo resto de suas vidas.

Uma pesquisa realizada pela Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) concluiu que 44,8% das mulheres não informam aos médicos que consomem bebidas alcoólicas na gravidez. Este consumo pode acarretar a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), que, entre outros problemas, pode resultar em malformações congênitas faciais, neurológicas, cardíacas e renais, além de alterações comportamentais.

Não significa que todos os bebês expostos ao consumo terão os efeitos, mas a probabilidade é alta. Os problemas gerados pelo consumo do álcool são chamados de “espectro de distúrbios fetais relacionados ao álcool”, o que inclui a SAF. A intensidade das complicações varia de acordo com o estado nutricional da gestante, genética e a quantidade de álcool ingerida.

A cada mil bebês nascidos vivos, de um a três casos são contabilizados no mundo com a doença. Para que possamos entender o que ocorre no Brasil, um estudo feito na Maternidade Escola de Vila Nova Cachoeirinha, com 2 mil futuras mães concluiu que 33% consumiam bebidas alcoólicas mesmo esperando um bebê. O mais grave: 22% consumiram álcool até o dia de dar à luz.

Leia também:

São Paulo cria lei para alertar sobre a ingestão de álcool na gravidez

Consumo de álcool durante a gravidez causa sequelas irreversíveis

6 coquetéis sem álcool para curtir as festas