Luiza Trajano relembra trajetória como empreendedora e reforça importância do exemplo familiar

A empresária e Presidente do Conselho da rede Magazine Luiza conversou com Mariana Kupfer e contou mais detalhes sobre a carreira e como concilia com a maternidade

Resumo da Notícia

  • Luiza Trajano, empresária, Presidente do Conselho da rede Magazine Luiza contou mais sobre a história de vida até os dias de hoje
  • Ela destacou o convívio com mulheres empreendedoras dentro da família como um incentivo
  • Para a empresária, é importante se reinventar e sempre estar criando novas coisas

Nesta semana, Luiza Trajano, empresária, Presidente do Conselho da rede Magazine Luiza, mãe de Ana Luiza, Frederico e Luciana, Luiza, participou de uma entrevista para o canal no YouTube AMAR por Mariana Kupfer.

-Publicidade-
Luiza Trajano, Presidente do Conselho da rede Magazine Luiza, falou sobre maternidade, carreira e deu um recado para as mulheres que empreendem (Foto: reprodução/YouTube/AMAR por Mariana Kupfer)

Ao longo do bate-papo, ela falou sobre a visão de mundo corporativo e como concilia o trabalho com maternidade. Na primeira pergunta, ela já respondeu o que é amar. “É entender o outro do jeito que ele é. Não quer dizer que você não pode melhorar, mas primeiro precisamos acolher o outro do jeito que ele é, com as diferenças e dificuldades”, afirmou.

Na sequência, Luiza Trajano relembrou o início do empreendedorismo, no trabalho com a loja Magazine Luiza: “Eu tenho uma família de mulheres empreendedoras, em uma época que isso não era normal. Com 12 anos, já comecei a trabalhar nas férias de dezembro e com 17 já assumi. Eu estudava direito a noite, mas já trabalhava muito.”

Ela mencionou a inspiração de uma das tias, que também se chama Luiza, que era vendedora de uma loja e tinha como sonho abrir o próprio negócio para empregar toda a família. Mariana Kupfer, então ressaltou a importância do exemplo familiar.

“Você não tem sucesso, você está com sucesso”, enfatizou a empresária, explicando que todo dia é necessário se reinventar e continuar fazendo mais bem feito para manter esse status. Ela desromantizou a visão do empreendedorismo, destacando que há altos e baixos, assim como qualquer outra profissão.

“Eu não abro mão do meu propósito, que é trabalhar o ganha ganha, trabalhar a desigualdade social, trabalhar a discriminação. Isso foi a vida inteira”, acrescentou. A empresária também falou sobre a principal lição que a maternidade trouxe: “É você conviver constantemente com a sua impotência”.

Luiza continuou explicando a importância da educação e até a relação próxima (e até sincera demais, rs) com os netos, e deu uma dica para outras mães empreendedoras: “O maior sucesso que a gente pode ter é com os filhos. Eu tive três filhos em três anos e meio. Para isso, minha mãe foi fundamental. Ela me disse quando tive o primeiro: ‘Não tem receita’. A coisa mais legal é que eu não carrego culpa”.

Para ela, um truque foi não ter expectativas, mas deixar que seguissem os próprios caminhos. Luiza disse que felicidade para ela é trabalhar os problemas com leveza, e mandou um recado para si mesma no passado: “Faça tudo o que você fez até agora”. A empresária finalizou afirmando que errar e acertar faz parte do processo.