Mãe agradece ‘herói’ desconhecido que deitou no chão para acalmar filho autista em crise

Natalie Fernando, de 44 anos, estava andando com o filho Rudy, de 5 anos, quando ele ficou agitado porque ele não queria dar meia-volta e retornar à casa

Resumo da Notícia

  • Uma mulher agradeceu à um herói desconhecido que a ajudou com o filho autista
  • Segundo ela, o homem ajudou a criança durante uma crise de 1 hora durante caminhada
  • Natalie Fernando, de 44 anos, estava andando com o filho Rudy, de 5 anos, quando ele ficou agitado porque ele não queria dar meia-volta e retornar à casa

Uma mulher agradeceu a um herói desconhecido que a ajudou com o filho autista. Segundo ela, o homem ajudou a criança durante uma crise de 1 hora durante caminhada. Natalie Fernando, de 44 anos, estava andando com o filho Rudy, de 5 anos, quando ele ficou agitado porque ele não queria dar meia-volta e retornar à casa – que segundo a mãe, é uma dificuldade frequente.

-Publicidade-

A mulher contou que a criança deitou no meio do caminho e as pessoas ficavam encarrando eles durante a crise do menino, enquanto ela pedia desculpa pelos gritos do pequeno. No entanto, um desconhecido fugiu à regra. Ele perguntou para Natalie se estava tudo bem e depois se deitou no pavimento com o garoto antes de acompanhá-los para o carro da mãe. Só depois a família descobriu que o nome do ‘herói‘ é Ian.

Encantada com o gesto, a mulher, segundo o Daily Mail, postou o ocorrido em um grupo do Facebook chamado em inglês “Better to be Different”, que traduzindo ficaria: “Melhor ser Diferente”. Elogiando o homem ela escreveu na publicação: “Gostaria que houvessem mais deste homem por perto, estou além de agradecida”.

A mãe agradeceu à um estranho que acalmou o filho autista deitando no chão (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

A  mãe explicou que Rudy ‘adora caminhar’, mas ‘odeia’ voltar, o que pode levar a um ‘colapso’, algo que se mostrou difícil para Natalie depois que o filho ficou duas semanas fora da escola. Felizmente, Ian apareceu na imagem, deitou-se no chão e conversou com o pequeno para ele se acalmar.

“Em um mundo onde você pode ser qualquer coisa, seja gentil”, diz a mãe. “Palavras são fáceis, essas ações nem sempre são tão fáceis. Este homem está vivendo essas palavras e eu não poderia estar mais grata”, conclui. Ela, que ainda é mãe de uma menina de 14 anos, Eden, e é madrasta de duas outras meninas, Eva e Layla, disse que ensinou as meninas a nunca julgarem um pai com dificuldades e perguntar se ele está bem.

“Estamos todos trilhando o nosso próprio caminho e navegando a  nossa jornada o melhor que podemos, às vezes leva um momento de gentileza de um completo estranho para mudar completamente o seu dia. Obrigado Ian de Southend Sea Front, você realmente é um homem gentil”, terminou a mãe.