Mãe amputa perna para salvar vida do filho e fala sobre decisão: “Estou feliz por ter feito”

Ao receber a notícia, a mãe também foi informada que ela deveria tomar uma decisão

Resumo da Notícia

  • Kathleen Osborne, de 28 anos, estava grávida de quatro meses quando descobriu um câncer pela terceira vez;
  • Ao receber a notícia, a mãe também foi informada que ela deveria escolher;
  • Ou abortava o bebê para que pudesse começar a quimioterapia ou amputava a perna.

Kathleen Osborne, de 28 anos, estava grávida de quatro meses quando descobriu um câncer pela terceira vez. Ao receber a notícia, a mãe também foi informada que ela deveria escolher: abortar o bebê para que pudesse começar a quimioterapia ou amputar a perna.

-Publicidade-

Sem pensar duas vezes, Kathleen decidiu amputar a perna para salvar a vida do filho. A cirurgia não só foi um sucesso, como a bebê nasceu saudável. Em entrevista ao Metro UK, a mãe comemorou:  “Estou feliz por ter decidido perder minha perna porque ela me deu minha filha”.

Grávida amputa perna para salvar bebê (Foto: Reprodução/ Metro)

Em seguida, ela explicou: “Se eu não tivesse amputado naquela época, eu a teria perdido e estaria fazendo quimioterapia, o que poderia nem mesmo ter salvado minha perna no final. Eu não a teria se não fizesse isso, então valeu a pena”.

A mulher, que também é mãe de Hayden, nove anos, e Leo, de cinco, contou que sempre quis ter uma menina e agora tem. “Então, estou feliz por ter feito isso”. Mas ela lembra que não foi fácil. Durante oito dias, Kathleen não conseguiu aceitar a cirurgia.

Grávida amputa perna para salvar bebê (Foto: Reprodução/ Metro)

“Foi muito difícil. Eu olhei para baixo, mas foi muito estranho olhar para o cobertor em cima de mim. Eu podia ver um monte onde minha perna estava e nada do outro lado. Realmente me esforcei para olhar para baixo, simplesmente não conseguia me forçar a fazer isso”, contou. A mãe concluiu o relato dizendo que não sabe quanto tempo tem de vida, mas que pretende curtir o máximo com os filhos.