Mãe com dupla personalidade é presa após agredir a filha e pedir para ela dizer que foi outra pessoa

Wendy Morales usa outros nomes para cometer agressões físicas e pede para a garota, de 6 anos, mentir para os policiais. O caso aconteceu no Condado de Ector, no Texas, Estados Unidos

Resumo da Notícia

  • Mãe usa dupla personalidade para agredir a filha
  • Ela mesmo reporta a agressão aos policiais
  • Wendy Morales pede para a filha mentir para os policiais
  • Veja relato
Mãe usa outra personalidade para agredir filha (Foto: Getty Images)

Uma série de depoimentos ao Gabinete do Xerife do Condado de Ector, no Texas, Estados Unidos, conta que uma mulher de 36 anos apresentou vários relatos falsos nos quais outra mulher chamada “Diamond” havia agredido ela e a filha de 6 anos. A investigação, no entanto, mostrou que “Diamond” era outra personalidade da mulher, que foi presa.

-Publicidade-

Wendy Morales já foi acusada de ferir uma criança com lesão corporal, possui três acusações de falso relato a policiais, entre outros delitos. A mulher teria dito aos policiais no dia 22 de março que foi agredida fisicamente pela amiga “Diamond Gonzalez”, de 38 anos, depois que voltou da casa da namorada.

Morales afirmou que “Diamond” deu um soco no lado direito de seu rosto, no entanto, não houve ferimentos, marcas vermelhas ou inchaço no rosto dela. A investigação mostrou que essa pessoa não existia. Os vizinhos de Wendy não viram a mulher descrita por ela no bairro e nem nos arredores. Eles também nunca ouviram falar sobre uma “Diamond”.

-Publicidade-

Em um depoimento, a filha de 6 anos de Morales teria dito aos policiais que a mãe refere a si mesma como “Diamond”, além de outros nomes. Uma verificação no computador mostrou que Morales tem vários perfis no Facebook, incluindo um que a identifica como “Diamond”.

No dia 1º de abril, Morales afirmou que foi agredida fisicamente e ameaçada com uma faca por essa tal amiga “Diamond”. Cerca de 11 horas depois, no dia 2 de abril, Morales teria dito aos policiais que sua amiga “Diamond” havia agredido fisicamente sua filha de 6 anos.

O representante da ECSO perguntou se havia algum ferimento na criança e eles viram o que parecia ser uma marca de “chicote” do cinto, o ferimento ia ombro esquerdo à parte inferior esquerda da menina, detalhou a declaração enviada ao portal OA Online.

A filha de 6 anos foi orientada pela mãe a dizer que “Diamond” havia feito isso com ela. Longe da presença da mãe, a menina afirmou que sua mãe se identifica como “Diamond” e a agride. Durante uma entrevista com a criança, ela afirmou que quando a mãe fica brava, ela a bate com a mão aberta e fechada e usa um cinto para agredi-la na cabeça, costas, braços, ombros, bunda, pernas e ameaçou esfaqueá-la. A menina também contou que a mãe tem vários nomes para si mesma, como “Diamond”, “Red” e “Locks”.

A criança de 6 anos teria dito durante uma entrevista na Harmony Home que mentiu, porque a mãe pediu e ela não quer enlouquece-la. Wendy Morales foi presa e transportada para o Centro de Aplicação da Lei do Condado de Ector.

-Publicidade-