Mãe confessa ter matado filha de 5 anos após denunciar suposto sequestro na Itália

O caso aconteceu em Mascalucia, uma cidade localizada na região da Sicília, nesta semana. De acordo com as autoridades, Martina Patti confessou o assassinato da filha após ser questionada pela polícia

Resumo da Notícia

  • Uma menina de apenas cinco anos foi assassinada pela própria mãe
  • O caso aconteceu durante esta semana em Mascalucia, uma cidade localizada na região da Sicília, na Itália
  • A mãe da criança, de 23 anos, confessou o crime após ser questionada pela polícia por ter dado um depoimento inconsistente

Um crime chocou a cidade de Mascalucia, localizada na região de Sicília, na Itália. Durante a última terça-feira, 14 de junho, uma menina de apenas 5 anos foi assassinada pela própria mãe. A criança, Elena Del Pozzo e a responsável por ela, Martina Patti, de 23 anos, estavam próximas à casa onde moravam quando o crime aconteceu.

-Publicidade-

Foi na segunda-feira, 13, que Patti ligou para a polícia denunciando que a filha havia sido sequestrada por três homens. De acordo com ela, eles estavam encapuzados, um deles estava armado e ela tinha sido agredida durante o rapto da criança.

Após a denúncia, a polícia local começou a mapear quem poderiam ter sido as pessoas responsáveis pelo crime procurando por imagens em câmeras de segurança entre a escola de Elena e a casa onde a menina morava com a mãe, além de colher depoimentos. Depois de encontrar pontos inconsistentes durante as investigações, Martina foi interrogada e confessou o crime.

A menina foi morta pela mãe depois que as duas voltaram da escola da criança
A menina foi morta pela mãe depois que as duas voltaram da escola da criança (Foto: Shutterstock)

A mulher de 23 anos contou, durante uma crise de choro, que havia matado a própria filha e contou onde deixara o corpo da menina. Elena foi encontrada próximo à residência da família, em um terreno baldio a cerca de 200 metros da casa. Depois disso, Patti foi presa. Ao longo da semana, ela deu um novo depoimento contando detalhes sobre o crime.

De acordo com a declaração da mãe, Martina matou Elena dentro de casa depois que a menina voltou da escola e escondeu o corpo quando não havia ninguém por perto. A motivação do assassinato, no entanto, não ficou claro e ela não contou como matou a menina. Em relato à Procuradoria de Catânia, a jovem adulta contou apenas que “estava fora de mim”.

Membros da família do pai da menina contaram à imprensa local que aquela não foi a primeira vez em que Martina denunciou um sequestro falso e que ele, inclusive, já havia sido acusado falsamente de ter raptado a criança, além de ter sido ameaçado por Patti.